Aspectos a ter em Conta ao Projectar uma Casa Modular Pré-fabricada

Uma vez decidida a construção de uma nova casa, torna-se necessário seleccionar uma planta de casas pré-fabricadas que satisfaça as suas necessidades, bem como expresse o seu estilo pessoal. A maior parte dos vendedores/fornecedores de casas modulares pré-fabricadas tentam direccionar os clientes para uma das suas ofertas padrão, e a maioria dos clientes podem, de um modo geral, e na maioria dos casos, encontrar entre as plantas padrão de casas pré-fabricadas uma que se aproxima daquilo que pretende e necessita. Os vendedores/fornecedores não trabalham a partir de plantas padrão de casas pré-fabricadas porque isso lhes poupa tempo e lhes simplifica o trabalho, já que o projecto, engenharia e sistema de estabelecimento de preços já foram concluídos de antemão pelo fabricante. Os clientes também beneficiam do mesmo modo: as plantas padrão obedecem a um projecto de engenharia que visa possibilitar que sejam construídas de uma forma económica, pelo que o preço pode assim ser rapidamente calculado.

Quando, no entanto, as plantas padrão de casas modulares não são solução, e não funcionam, O melhor será solicitar aos vendedores/fornecedores que lhe prestam assistência na concepção de uma casa modular que esteja de acordo com os seus desejos e necessidades. Se já tem alguma ideia em relação à planta que pretende projectar, descubra se a mesma pode ser concretizada como uma casa modular pré-fabricada. Muitas plantas desenhadas para serem construídas de acordo com os métodos de construção tradicionais não podem ser concretizadas como casas modulares pré-fabricadas, muito embora o vendedor/fabricante possa estar à altura de lhe providenciar um projecto muito semelhante.

Se a sua planta não puder ser posta em prática como casa pré-fabricada, solicite aos vendedores/fornecedores que lhe mostrem plantas que tenham características similares.

Alguns clientes não têm a mínima ideia sobre o tipo de casa que querem construir. Que fazer, nestas circunstâncias? É claro que podem sempre trabalhar com um arquitecto. Podem também visitar algumas casas modelo. Ver uma casa, poder circular pelas suas diversas divisões dá-lhe mais indícios sobre como poderia ser viver nela, ou numa com projecto idêntico, do que olhar para a mesma casa na planta. Adicionalmente, pode criar uma lista dos aspectos de que gosta, bem daqueles que lhe desagradam. Este artigo ajuda-o a criar uma tal listagem, a partir do momento em que lhe põe um conjunto de questões sobre as suas preferências. Enumeram-se, de seguida, alguns exemplos:

– Prefere uma casa de dois andares, ou apenas de rés-do-chão?

– De quantos quartos e casa de banho necessita?

– Prefere uma salinha familiar de canto, mais informal, separada de uma sala de estar mais formal?

– Prefere uma zona informal de refeições separada de uma sala de jantar mais formal?

– Precisa de um estúdio ou de um escritório?

– Quer a zona de lavandaria e tratamento de roupas no primeiro andar, no segundo andar, ou na cave?

Uma casa modular pré-fabricada está criada quando um ou mais módulos são transportados para um local de edificação e assentes sobre alicerce. Cada secção modular é uma unidade estrutural semi-independente, na sua essência uma caixa que intercomunica com outros módulos. Enquanto que as vigas são a unidade básica de construção num edifício tradicional construído de acordo com os padrões convencionais, e as paredes são a unidade básica de construção na construção por painéis, os módulos são a unidade básica de construção na edificação de uma casa modular pré-fabricada. O projecto de uma construção modular, a sua engenharia e o trabalho de construção funcionam porque muitos projectos de casas podem ser subdivididos em secções modulares.

A construção de casas modulares pré-fabricadas, tal como qualquer tipo de construção, tem limitações no que aos projectos diz respeito. Os limites para o que pode ser construído são em função da máxima dimensão da largura, comprimento, altura e capacidade estrutural. Os limites em si mesmos são determinados mais por aquilo que pode ser construído de modo seguro, legal e económico, bem como pela possibilidade de ser transportado, mais do que por aquilo que um fabricante pode concretizar. É tecnologicamente possível construir quase qualquer estrutura com um ou mais módulos, independentemente do seu tamanho. Mas conseguir concretizar a entrega de dois módulos de 10 metros por 15 a transportar da fábrica para o local de instalação seria uma questão bem diferente, assim como seria bem mais complicado içá-los para os colocar sobre os alicerces. Não obstante estes constrangimentos, as possibilidades de projectos para casas modulares são inumeráveis. Dado que lhe é necessário saber quais as possibilidades e disponibilidades da construção de casas modulares pré-fabricadas, este artigo chama-lhe a atensão para algumas das questões que deverá colocar ao vendedor de casas modulares para assim poder começar a decidir o que pretende.

– Quais são as larguras, comprimentos e alturas de um módulo?

– Como poderá combinar diferentes módulos, de modo a obter resultados de projectos diferentes?

– Que tipo de modificações pode incorporar numa planta padrão de uma casa modular pré-fabricada, em termos de estrutura e aparência exterior, e de que maneira estas modificações se repercutem no custo de uma casa modular pré-fabricada?

– Como pode aumentar a dimensão de uma planta de uma casa modular pré-fabricada, tornando-a mais comprida, ou mais larga, e de que forma isto pode afectar o custo?

– Numa casa modular pré-fabricada, como pode tornar uma planta de um andar mais aberta, recorrendo à eliminação de algumas paredes interiores?

– Como criar tectos de catedral ou em arco numa casa modular pré-fabricada?

– O que poderá necessitar para saber quando escolhe uma casa modular pré-fabricada com um historial inacabado, como por exemplo uma Cape Cod?

– Como poderá utilizar os quartos de dormir de modo a obter o espaço adicional de que precisa, assim como embelezar a aparência da sua casa modular pré-fabricada?

– O que precisa de saber quando está a construir uma casa modular pré-fabricada com um perfil elevado, ou em níveis de inserção diferenciados?

– Pode construir um projecto de casa com módulos, mesmo quando a mesma não pode ser completamente construída na fábrica?

Hoje em dia, os fabricantes de casas modulares pré-fabricadas, vendedores/fornecedores, e empreiteiros podem aplicar qualquer acabamento exterior imaginável, bem como qualquer tipo de embelezamento, a qualquer casa. Podem revesti-las em madeira, ou em placas de fibrocimento, se requerido, e enfeitam os acabamentos com placas de canto mais largas. Numa zona residencial com acabamentos de estuque, podem aplicar estuque. Numa área de embelezamentos em cedro, podem providenciar o mesmo. Dependendo das preferências dos seus clientes, realçam as janelas e portas com estores, persianas ou toldos, embelezam as goteiras do telhado com frisos e moldes denticulados. Podem aumentar os beirais do telhado, e construir empenas, de modo a dar à casa um ar mais particular. Transmitem às suas casas, mais carácter através do acrescento de telhados em degrau, empenas decorativas, e torres vitorianas. Uma vez que o exterior de uma casa modular pré-fabricada foi embelezado e acabado, é normalmente impossível distinguir se a casa foi construída numa fábrica, ou erigida de raiz no local.

Garagens, alpendres e cobertos são quase sempre construídos no próprio local pelo empreiteiro-geral, e não na fábrica. É normalmente impraticável fazer estas partes como parte da montagem modular, dado que não são verdadeiramente caixas. Pode haver uma excepção quando a estrutura integra o módulo, como nos casos em que a garagem ou o alpendre são construídos no interior da caixa.

As casas que incorporam os princípios do projecto universal constituem uma tendência em crescimento na construção residencial. Muito embora sejam muito frequentemente sinónimo de construções com acessibilidade a pessoas com deficiência, o projecto universal é, actualmente, um conceito muito mais lato, visando criar casas que sejam utilizáveis e acessíveis a todas as pessoas, independentemente da sua idade, tipologia física, capacidades ou deficiências. Ao integrar características como entradas em rampa (isto é, sem degraus), halls de entrada mais espaçosos, bem como portas mais largas, uma casa de projecto universal torna-se mais fácil de ser percorrida por um carrinho de criança, facilita a movimentação de entrada ou saída de mobílias, manobrar uma cadeira de rodas, de forma temporária ou permanente. Uma casa que se caracterize por um projecto universal virá sempre ao encontro das necessidades de uma família, seja agora, seja no futuro, assim permitindo aos seus proprietários que possam nela chegar à velhice sem que tenham que ponderar a necessidade de se mudarem, quando as suas capacidades começam a desvanecer-se.

Antes que uma casa possa ser construída, o fabricante terá que produzir um conjunto completo de plantas. Mesmo que o vendedor/fornecedor já tenha fornecido alguns bons desenhos, o fabricante terá sempre necessidade de criar o seu próprio conjunto de plantas, que serão complementadas através do programa informático CAD.




2 Comments

  1. Guilherme Marcelino Augusto Muchanga coronel Responder
  2. Guilherme Marcelino Augusto Muchanga coronel Responder

Deixar Comentário