Correcção das Bielas do Volkswagen Carocha – Fusca

A verificação e a correção do alinhamento das bielas se faz com auxílio do dispositivo VW 214 b, que se vê nas figs. 19 e 20-H, no qual a biela é colocada sem a bucha (Modelos “1 200” — 36 HP).
Coloca-se o anel intermediário C e aperta-se a alavanca até que a biela ainda apresente uma pequena folga nos dois sentidos. O suporte D ainda permanece livre.

Introduz-se o pino E no pé da biela e aperta-se o mesmo contra o mandril A de modo que não haja nenhuma inclinação entre o mandril e a cabeça da biela, nem entre o pé e o pino.
Verifica-se o alinhamento por meio do calibre F.
Se fôr preciso corrigir o alinhamento, aperta-se firmemente a alavanca B e faz-se a correção com auxílio do extrator da bucha, introduzido no pé da biela.

dispositivo-de-correccao-das-bielas

A bucha nova deve sobressair dos dois lados da mesma distância.
Naturalmente, a bucha nova deve ser alargada e a haste do alargador deve penetrar pelo pé da biela e se alojar no furo do dispositivo, com o que se consegue centragem perfeita do alargador na bucha. Nessa ocasião apertam-se firmememente a alavanca B e o suporte D.

Procede-se ao alargamento da bucha dentro da técnica de rotina. O diâmetro interno é de 20,005 a 20,020 mm nos motores até 1966 e de 22,005 a 22,020 para os motores “1 300”, “1 500” e “1 600”. O pino do êmbolo deve penetrar no pé da biela sem óleo e à temperatura ambiente a leve pressão dos dedos. Verifica-se o alinhamento da biela.




Deixar Comentário