Cultivar e cuidar de margaridas

As plantas são elementos que dão colorido e vida a qualquer jardim ou decoração. No caso das margaridas, estas podem ser utilizadas e cultivadas tanto no exterior como no interior de uma casa, tornando-se por isso muito versáteis.

Contudo, como com qualquer outra espécie de planta, também as margaridas exigem alguns cuidados essenciais para se manterem bonitas e de boa saúde.

Aqui vos deixamos com algumas dicas de como cultivar e cuidar de margaridas.

margaridas-brancas

As margaridas são conhecidas como plantas de fácil cultivo. De nome latino Leucanthenum vulgare ou Chysanthenum Leucanthenum, são muito populares e existem numa grande quantidade de espécies de diferentes tamanhos, tipos de flor e numa vasta gama de cores, sendo o tom branco o mais comum. Pertencem à família das compostas, plantas que se caracterizam por possuir flores com um miolo redondo cercado por pétalas.

Cultivo de margaridas

As margaridas podem ser cultivadas a partir de sementes (plantadas diretamente no jardim ou em vaso) ou por mudas adquiridas já prontas, que são posteriormente transplantadas para o solo.

Destacamos os próximos cuidados como essenciais:

Luminosidade – As margaridas são flores que apreciam bastante luminosidade e, por essa razão, devem ficar num local com bastante incidência de luz solar durante o dia, podendo esta ser com sol pleno. Também crescem na semi-sombra, embora apresentem melhor desenvolvimento quando apanham luz direta solar.

Temperatura – Dá-se melhor em climas de temperatura estável, que varie entre os 15ºC e os 25ºC. Embora suporte climas frios, se existir tendência para a ocorrência de geadas, a planta deve ser sempre protegida, pois pode ficar queimada e acabar por morrer prematuramente. Se tidos todos os cuidados, sobrevive e volta a florescer com abundância na primavera. Em períodos de maior calor, como o verão, é necessário regar a planta regularmente.

Regas – Entrando em maior detalhe quanto às regas aconselhadas para as margaridas, o ideal é que no verão regue a cada 2 ou 3 dias e, no inverno, faça uma rega de 15 em 15 dias. Evite regar em demasia, provocando encharcamentos, ou correrá o risco de a planta morrer. O ideal é manter o solo húmido, mas não encharcado.

Adubação – Aconselhamos que adube a planta durante o período da floração. Utilize também um substrato drenável e enriqueça-o com fertilizante sempre no final do inverno. Adubo orgânico irá fornecer os nutrientes essenciais para que a planta cresça saudável e se desenvolva, devendo ao mesmo tempo reforçar com um pouco de NPK rico em fósforo, para estimular a floração.




Deixar Comentário