Aquecimento de água para uso domestico

Como aquecer água para uso doméstico

Coloque um material isolante de 7,5 cm ou mais de espessura à roda do cilindro para manter a água quente.
As caldeiras de aquecimento central podem, em geral, ser programadas para fornecer água quente mesmo quando o aquecimento está desligado; no entanto, a zona da caldeira poderá ficar sobreaquecida, pelo que é conveniente recorrer a um processo alternativo.
Nas casas onde não houver caldeira para o aquecimento central, podem existir caldeiras de cozinha ou então uma caldeira instalada atrás de uma fonte de calor aberta e que usa combustível sólido. A água quente sobe directamente destas caldeiras para o cilindro de armazenamento de água quente. Tal como acontece no caso da caldeira do aquecimento central, impõe-se um processo alternativo para o Verão.
Um termoacumulador, cilindro de armazenamento de água quente com resistências incorporadas e isoladas, não precisa de estar ligado a uma caldeira e pode constituir o único sistema de aquecimento da água.
Existem termoacumuladores com dois elementos que permitem aquecer o cilindro cheio ou apenas meio. Para maior economia, revista o cilindro com material isolante c instale um programador no circuito para o ligar e desligar automaticamente; se possível, regule-o para que opere nas horas de menor consumo.
Se o seu sistema de aquecimento de água dispuser de um termóstato, regule–o para 60°C. Esta temperatura é adequada para usos caseiros e nas zonas em que a água é muito dura evita a formação excessiva de depósitos calcários nos canos.
Em alguns casos, pode não ser prático fazer as puxadas de água quente para uma torneira remota, pelo que a utilização de um aquecedor local pode revelar-se mais eficaz. Para este fim, estão indicados os esquentadores a gás ou eléctricos, que fornecem água quente quase instantaneamente.

 




Deixar Comentário