Como Começar      Casas Seguras      Como Comprar      Dicas de Trabalho      Materiais      Poupança      Reparar Equipamentos

Download 3 Ebooks Grátis

Colocação de Papel de Parede

Preparar as superfícies é um processo frequentemente mais longo do que a tarefa de forrar paredes, mas é essencial. Antes de começar a trabalhar, retire da divisão todos os objectos que puder, para assegurar que tem muito espaço para trabalhar, e coloque panos para protecção. Para chegar ao tecto e às paredes mais altas, certifique-se de que possui o equipamento de acesso apropriado.

Utilizar as ferramentas correctas facilita muito a tarefa da colocação de papel de parede, permitindo-lhe obter um acabamento mais profissional. Algumas terão uma utilização específica para colocação de papel; outras, provavelmente, farão parte do seu conjunto de ferramentas de bricolage. Quando comprar ferramentas de decoração, opte pela qualidade em vez da quantidade – para se assegurar de que duram mais e produzem melhores resultados.

FERRAMENTAS NECESSÁRIAS

Medir e Marcar

Uma fita métrica de aço é essencial para tirar medidas exactas, enquanto uma régua de marceneiro comprida e de metal, um nível de bolha de ar e um lápis serão necessários para marcar os níveis, as linhas de orientação verticais nas paredes e a posição de ornamentos fixos.

Cortar e Aparar

Para cortar papel de parede em comprimento e aparar as extremidades, precisa de uma tesoura de forrador, que têm lâminas compridas e extremidades curvas usadas para dobrar o papel nos ângulos. Escolha uma tesoura com, pelo menos, 250 mm de comprimento e de aço inoxidável, ou que tenha sido revestida para que não enferruje. Um x-acto afiado também pode ser usado para aparar e será mais fácil de utilizar com papéis de parede de vinil. Há também à venda várias ferramentas para aparar, como um cortador em rolo, que lhe permite dobrar e cortar as extremidades com um só movimento e que é preciso e simples de usar.

Colar

Para misturar e aplicar a cola, precisará de um balde de plástico e de um pincel. Os pincéis de cola adequados possuem pêlos sintéticos e serão mais fáceis de limpar do que os pincéis normais. Uma mesa de colagem não é essencial, mas é extremamente útil. São baratas e dobram-se e arrumam-se facilmente. Para o papel de parede já com cola, é necessária uma tina de polistireno.

Evitar Gotas

Um fio atado de um lado ao outro do rebordo do balde constitui um excelente descanso para o pincel. Use o fio e não o rebordo do balde para retirar o excesso de cola do pincel.

Colocação

Para se certificar de que o papel de parede é colocado a direito, são essenciais um fio de prumo ou um nível de bolha de ar. Colocar o papel de parede pode também significar trabalhar empoleirado, por isso é necessário equipamento adequado. Um escadote sólido é adequado para forrar as paredes, mas será necessária uma plataforma de trabalho segura para tectos e vãos de escadas.

Acabamento

Uma escova de afagar papel é a melhor ferramenta para alisar o papel, embora também possa usar uma esponja para papéis de vinil. Para obter melhores resultados, escolha uma escova com pêlos macios e flexíveis e compre a maior que conseguir manejar confortavelmente. Não utilize escovas de papel de parede com peças de metal para este género de trabalho, porque pode rasgar ou marcar inadvertidamente papéis de parede mais delicados. Utilize uma esponja de celulose em vez de uma esponja vulgar. Este tipo de esponja é feito com um material de alta densidade, que é mais firme e aguenta melhor a água. Também a pode usar para lavar as paredes antes de as forrar ou pintar. Um rolo de rebordos também dará um acabamento mais profissional às junções e às extremidades, mas não deve ser usado no papel de parede com um padrão em relevo. Há vários tipos feitos de madeira e de plástico. Um rolo de rebordos de plástico constitui a melhor opção, uma vez que é menos provável que deixe marcas em papéis de parede finos ou com demasiada cola.   Trabalhar com papel As tiras de papel compridas para um tecto são mais fáceis de manusear se estiverem apoiadas num rolo de papel de parede ou num tubo de cartão.   SUGESTÕES PRÁTICAS • 0 balde da cola será mais facilmente limpo se tiver sido colocado um saco de plástico no seu interior. • Uma porta velha nivelada é uma boa alternativa de mesa de colagem. Coloque-a sobre duas cadeiras ou sobre dois cavaletes. • Se não tiver um fio de prumo, improvise-o usando um fio e um peso grande. • Um rolo para radiadores é uma ferramenta ideal para alisar o papel de parede em cantos invulgares e por trás de objectos como um radiador.   TIPOS DE PAPEL DE PAREDE

Quando escolher papéis de parede, será importante ter em consideração quão prático este será na divisão que deseja decorar. Cada divisão da casa tem exigências muito diferentes e, ao escolher o tipo certo de revestimento, terá a certeza de obter uma superfície decorativa perfeita durante anos e anos.

ESCOLHER O PAPEL DE PAREDE

Embora não seja tão popular como antigamente, o papel de parede oferece ainda uma grande variedade de padrões e de cores, desde os motivos mais tradicionais aos mais modernos. Escolha com cuidado, especialmente se não tiver experiência na colocação de papel de parede, uma vez que alguns serão muito mais simples de colocar do que outros. Antes de comprar, verifique as instruções do fabricante para determinar se o papel é ou não adequado.

COMPRAR PAPEL DE PAREDE

Quando comprar papel de parede, peça uma amostra grande de qualquer motivo que o atraia, para o poder examinar na divisão que vai ser decorada.Veja as amostras com luz natural e com luz artificial, perto de uma janela e num canto mais escuro, uma vez que algumas cores e padrões sofrem grandes variações com diferentes luzes. Teste uma amostra para ver a durabilidade, humedecendo-a com água. Se rasgar facilmente ou as cores se desvanecerem quando esfregado ligeiramente, o papel pode ser de difícil colocação e manutenção. Evite papéis finos, especialmente se for inexperiente, uma vez que terão maior probabilidade de se rasgar quando colados e podem ser difíceis de colocar. Não se iniba no número de rolos a comprar e verifique se o número de lote é o mesmo em todos os rolos, uma vez que pode existir uma pequena variação de cor entre lotes, que pode não ser imediatamente visível no rolo, mas que se pode tornar óbvio depois de colocado. No entanto, o sistema de lotes não é infalível, por isso verifique novamente os rolos antes de cortar e colocar. Vale também a pena comprar um rolo a mais. Muitas lojas têm um serviço de trocas.   ESCOLHER UM PADRÃO

Faça um exame crítico à divisão que tenciona decorar e tome nota de todos os aspectos que podem tornar a colocação do papel mais difícil. Paredes desniveladas e recantos estreitos, por exemplo, podem tornar a combinação de padrões particularmente problemática, enquanto alguns tipos de papel de parede escondem melhor uma superfície imperfeita do que outros. Os padrões regulares, como as riscas verticais, os quadrados e padrões geométricos repetidos dão ênfase às paredes que não são direitas, enquanto padrões florais e papéis com efeitos de tinta não encorajam os olhos a focar um ponto específico e, assim, ajudam a disfarçar desníveis e recantos. Numa divisão que tenha um tecto desnivelado ou inclinado, ou várias janelas, armários e portas, um desenho com um padrão pequeno poderá ser uma melhor opção, pois, tais guarnições podem arruinar a aparência de um padrão grande. Se uma superfície com imperfeições constituir um problema, evite papéis de parede muito finos ou brilhantes, o que salientará todas as imperfeições. Se não for um decorador experiente, evite padrões complicados, porque qualquer erro será óbvio; em vez disso, considere a utilização de um dos muitos motivos de fácil colocação.   CALCULAR QUANTIDADES

O papel de parede padrão é vendido em rolos que têm aproximadamente 10 m de comprimento por 530 mm de largura. Use as tabelas para calcular o número de rolos necessário para as paredes e tectos, lembrando-se de adicionar dez por cento para desperdícios, especialmente se o desenho tiver um padrão grande repetido. O papel de revestimento tem normalmente 560 mm de largura e existe em rolos de 10 m. Pode calcular o número de rolos necessários a partir das tabelas, mas não há necessidade de comprar mais um para um padrão repetido. Para as paredes, meça à volta da divisão e inclua as janelas e portas no seu cálculo, excepto janelas muito grandes e portas para pátios. É mais fácil medir o perímetro do chão para calcular o tamanho do tecto. Dependendo de como são fabricados, pode encontrar papéis de parede em tamanhos que não são padrão, por isso verifique. Os papéis de parede nos Estados Unidos da América, por exemplo, variam em largura e comprimento.

COLOCAR A PRIMEIRA TIRA

Monte a plataforma de trabalho em frente à principal janela da divisão. Os tectos devem ser forrados colocando tiras de papel a atravessar a divisão, paralelas à janela, trabalhando longe da luz para que não fique na sua própria sombra e a luz do dia não saliente as junções entre as várias tiras.

O papel de parede pode ser colocado segundo três métodos, dependendo da utilização de um papel já com cola, de um papel que adere à cola colocada na parede ou de um papel tradicional sem cola. No entanto, o passo mais importante em qualquer tarefa na colocação do papel é preparar-se antes de cortar, medindo cuidadosamente os comprimentos e verificando os padrões para evitar erros.

PREPARAR O PAPEL SEM COLA

Meça a altura da parede do tecto até ao rodapé e acrescente 100 mm para aparar no topo e no fundo. Meça e corte a primeira faixa em comprimento. Para assegurar um corte a direito, coloque o papel nivelado com a mesa e use uma régua para marcar a linha de corte. Se o tecto estiver bem nivelado, pode cortar logo várias tiras. Combine o padrão de cada tira fora do rolo ao lado da primeira para evitar problemas com o padrão à medida que o trabalho for progredindo. Use a escova para servir de peso à extremidade de baixo, alinhe a extremidade do papel com a da mesa de colagem e depois aplique uma camada fina e uniforme de cola, pincelando para fora em direcção às margens. Dobre as extremidades do papel para o centro e deixe ensopar, verificando as instruções do fabricante para o tempo exacto. As tiras grandes de papel devem ser dobradas em leque.

PAPEL JÁ COM COLA

Para aplicar papéis já com cola, encha uma tina com dois terços de água e coloque-a ao fundo da mesa de colagem. Enrole uma tira de papel com a parte decorada para dentro e mergulhe-a na tina durante o tempo recomendado. Abra-a em cima da mesa com o padrão virado para baixo, para que o excesso de água escorra para a tina. Para os papéis em que a cola é colocada na parede, aplique uma camada de cola numa área maior do que a largura do papel – este pode ser pendurado directamente a partir do rolo ou cortado. Encha uma tina até dois terços com água fria e coloque-a por baixo de uma das extremidades da mesa. Enrole o papel com o padrão virado para baixo, mergulhando-o durante o tempo recomendado.   A PRIMEIRA TIRA

Use um fio de prumo e o nível de bolha de ar para marcar uma linha de orientação na parede perto de um canto. A distância entre a linha de orientação e o canto deve ter a largura de uma tira de rolo menos 25 mm, devendo a primeira tira ser colocada de forma a que trabalhe para longe do (e não em direcção ao) canto. Em divisões com uma característica dominante, centre a primeira tira no ponto focal e trabalhe para longe desse ponto em ambas as direcções. Coloque a primeira tira perto da linha de orientação, depois ajuste o topo para que fiquem 50 mm de papel a mais no tecto e faça deslizar a parte vertical até à sua posição final. Passe ligeiramente a escova na metade de cima, trabalhando para baixo para retirar bolhas de ar, e empurre firmemente a parte que deixou a mais até ao ângulo com o tecto. Certifique-se de que o resto está alinhado com a linha de orientação e continue a trabalhar no sentido descendente, escovando para fora a partir do centro. Dobre o papel na junção entre a parede e o tecto, percorrendo a tira de papel com a parte romba da tesoura, depois, cuidadosamente, puxe o papel para trás e corte, para se adaptar na perfeição à linha divisória do tecto com a parede. Escove a extremidade cortada novamente para a posição original. Encoste a parte de baixo do papel na parede e alise-a para ficar no lugar. Certifique-se de que está alinhada com a linha de orientação, depois dobre a parte do fundo do papel no rodapé e corte com a tesoura.   ONDE COMEÇAR

Numa divisão sem ponto focal, trabalhe segundo o sentido dos ponteiros do relógio. Comece e acabe perto do canto menos visível, para que qualquer erro de colocação do padrão não seja óbvio.

Para se assegurar de que o resultado final está equilibrado, centre um padrão por cima da saliência da chaminé ou de outra característica proeminente e trabalhe para fora nos dois sentidos.   SUGESTÕES PRÁTICAS

Coloque o papel com um desenho grande de forma a que uma “perda” de padrão ocorra ao nível do chão e não do tecto. Agite os papéis já com cola enquanto os ensopa para expulsar bolhas de ar e certificar-se de que todas as tiras estão em contacto com a água. Certifique-se de que o papel está enrolado sem estar demasiado apertado. FORRO

O forro fornece uma base suave para o papel de parede ou tinta em paredes e tectos. E feito em vários tons, desde o mais fino de 480 graus, adequado para paredes novas ou quase perfeitas, até ao muito espesso de 1200 graus para usar em reboco picado ou corroído. Um forro de boa qualidade será mais fácil de manusear do que um papel fino e barato e tem menor probabilidade de se rasgar quando colado.

PAPEL DE PAREDE PARA PINTAR

O papel com pedaços de madeira é feito ao inserir partículas de madeira entre duas camadas de papel. Os índices mais espessos são fáceis de colocar e cobrem bem as superfícies que não são uniformes, mas este papel não se corta facilmente e pode ser difícil de remover, enquanto os mais finos se rasgam facilmente. E relativamente barato, mas não é particularmente bonito nem durável. O papel com relevos é impresso com um padrão decorativo em relevo e está à venda numa grande variedade de desenhos, assim como lambrins, painéis e faixas já cortados. E bastante fácil de colocar, embora os mais finos se possam rasgar quando se molham. Esconde bem as manchas e é durável depois de pintado.

O vinil texturado possui uma superfície cujo padrão tem um relevo muito acentuado, que mascara as falhas e que não amarrota, pelo que é adequado para áreas como o hall e os quartos das crianças. É mais caro do que o papel de relevo, mas é muito fácil de colocar e normalmente pode ser retirado a seco. O papel de parede gravado em relevo existe em rolos e em painéis pré-cortados, feitos de uma película fina de óleo de linhaça e de enchimento coladas a um papel de suporte. Requer uma cola especial e parte-se se for dobrado, mas não é de difícil colocação. É muito dispendioso, mas é muito resistente e durável, e os desenhos em relevo adequam-se bem a casas antigas e de época.   PAPEL DE PAREDE COM PADRÕES

O papel de parede impresso existe numa vasta escolha de padrões e de cores. O mais barato é impresso à máquina, mas os motivos mais caros são pintados à mão e normalmente não são aparados, pelo que a colocação deverá ser feita por profissionais. O papel de parede impresso pode ser lavado à esponja, mas não é particularmente durável e deve ser usado em divisões onde não esteja sujeito a muito desgaste. Os mais finos rasgam-se facilmente quando colados. O papel de parede lavável também dispõe de uma boa selecção de desenhos, mas é mais durável e possui um revestimento fino de plástico que permite que a superfície seja lavada. Tem um bom preço, é relativamente de fácil aplicação e em alguns casos pode ser removido a seco. O revestimento de parede de vinil tem uma superfície durável de PVC que lhe confere um acabamento resistente, frequentemente lavável e que resiste ao vapor, à humidade e ao bolor. Existe uma boa selecção de cores e de padrões, assim como de desenhos texturados e gravados em relevo ou acetinados. O papel de parede de vinil normalmente já traz cola e é aplicado a seco, embora também seja vendido sem cola. O vinil esculpido é um vinil muito grosso e resistente, impresso com um padrão decorativo ou um efeito de azulejo. O acabamento à prova de água resiste ao vapor, à condensação, à gordura e a manchas de comida, por isso é uma boa escolha para cozinhas e casas de banho. Requer uma cola forte, mas é fácil de colocar e é removível a seco.   PAPÉIS DE PAREDE ESPECIAIS Em lojas de decoração especializadas encontram-se folhas metálicas e revestimentos de parede feitos de materiais naturais como a cortiça, a seda e o rami. São dispendiosos e difíceis de colocar, pelo que será melhor serem aplicados por um profissional. São difíceis de limpar, em geral, por isso são melhores em áreas onde haja menos desgaste.

TRABALHOS ESPECIFICOS

RETIRAR PAPEL DE PAREDE

O papel de parede normal não é difícil de raspar, sendo apenas necessário molhá-lo e deixá-lo ensopado durante 10 a 15 minutos antes de o tirar com um raspador de lâmina larga. Adicionar removedor de papel de parede ou algumas gotas de detergente líquido à água ajudá-la-á a penetrar no papel. O papel de parede que levou uma camada de tinta ou que possui um acabamento lavável necessita de ser cortado com a extremidade de um raspador antes de ser ensopado; alugue um removedor a vapor e será mais simples e terá menos probabilidades de danificar a superfície rebocada. Se as paredes forem de estuque ou de pladur, tenha cuidado para não encharcar a superfície ou manter um removedor a vapor durante muito tempo. O papel tirado a seco pode simplesmente ser desprendido da parede, deixando o papel de trás no lugar. Se este ainda estiver colado e permanecer intacto, o novo revestimento de parede pode ser colocado por cima, mas, se se rasgar, tem de ser retirado.   PREPARAR AS SUPERFÍCIES

Depois de o papel velho ter sido retirado, as paredes devem ser cuidadosamente lavadas com uma solução de detergente para retirar o pó, a sujidade e todos os vestígios da cola anterior. Enxagúe e deixe a superfície secar. As rachas e falhas também devem ser reparadas e quaisquer manchas que permaneçam depois da limpeza devem ser impermeabilizadas. Para as rachas entre as paredes e o tecto ou a madeira, use uma massa de enchimento flexível e impermeabilize as manchas com um primário de alumínio ou com um aerossol para manchas. Um novo reboco poroso e velhas paredes com pó necessitam de impermeabilização. Uma solução de uma parte de cola branca e cinco partes de água é ideal para impermeabilizar estas superfícies e formam uma espécie de subcapa antes de colocar o papel de parede. Esta película permite uma boa aderência do revestimento de parede e permite que o papel seja manuseado mais facilmente.   PAPEL DE REVESTIMENTO Ajuda a disfarçar pequenas imperfeições e fornece uma boa superfície para trabalhar. E normalmente aplicado na horizontal, para que as juntas não coincidam com as do papel decorativo, mas aplicar tiras verticais será mais fácil em recantos estreitos e onde houver obstáculos na parede, como canos, por exemplo. Em paredes pobres, serão necessárias duas camadas de papel para revestir, a primeira camada é colocada verticalmente e a segunda horizontalmente. As técnicas de colocação de papel de parede, podem ser usadas para o papel de revestimento, mas este precisa apenas de ser deixado a ensopar cinco minutos para se tornar flexível.Trate cada superfície separadamente e apare o papel nos cantos. Não utilize o tecto como linha de orientação, partindo do princípio que está nivelado; marque uma linha de orientação horizontal para a extremidade de baixo da primeira tira com o nível de bolha de ar. Se revestir paredes e tecto, comece pelo tecto. SUGESTÕES PRÁTICAS • Deixe o papel de revestimento secar durante 24 horas antes de colocar o papel de parede final. • 0 papel de revestimento pode encolher à medida que seca. Encha os intervalos pequenos com massa fina e passe uma lixa. Nos cantos, coloque um cordão de massa de enchimento flexível e alise com o dedo molhado.

O PAPEL E OS CANTOS

As esquinas e os cantos muitas vezes não são completamente direitos, por isso nunca tente colocar uma tira de papel sobre estes porque não ficará direita. Colocar duas tiras separadas de papel e sobrepô-las ligeiramente nos cantos produz um melhor resultado, embora seja inevitável uma “perda” de padrão em paredes que não são completamente direitas.

ESQUINAS

Coloque a tira como é normal, combinando o padrão a todo o comprimento, depois passe levemente com a escova na aresta. Não aplique demasiada pressão, porque o papel pode rasgar, mas certifique-se de que não existem bolhas de ar e que o papel adere bem à esquina. Utilize uma tesoura para fazer o corte em cima e em baixo, onde a parede se encontra com o rodapé e com o tecto. Isto permite que o papel fique mais liso na parede em ambos os lados da esquina e ajustado ao longo do rodapé e do tecto. Com um x-acto, corte a tira verticalmente para deixar uma sobreposição de cerca de 25 mm, que deve passar com a escova à volta da esquina. Deite fora os restos. Corte outra tira e coloque-a ao lado de uma linha de orientação vertical na segunda parede, para que fique sobreposta à faixa de papel escovada à volta da esquina, com a sua margem a cerca de 12 mm da aresta e o padrão a condizer o mais possível. Para fazer isto, pode ter de colocar uma nova tira que se sobreponha bastante à anterior. A largura do padrão vai determinar quanto é que as duas tiras vão ter de se sobrepor. Corte as duas tiras com um x-acto e retire os desperdícios. Escove e depois corte em cima e em baixo como é habitual.

Se a parede não for completamente direita, o padrão pode não condizer com exactidão onde as duas tiras se sobrepõem. Isto não pode ser evitado e deve ser tido em conta quando se planeia a ordem de trabalhos. Tente sempre colocar a sobreposição onde seja menos visível. Na saliência de uma chaminé, por exemplo, as sobreposições devem ficar nas paredes laterais e não na frente.

CANTOS

Coloque a última tira normal, depois meça a distância da margem do papel ao canto, tirando medidas desde o topo, centro e fundo da parede. Acrescente um pedaço a mais de 12 mm à medida mais larga e corte uma tira com esta largura na faixa seguinte. Não deite fora esta tira – deixe-a de parte para usar mais tarde. Coloque a faixa cortada, escovando a sobreposição para a parede adjacente. Certifique-se de que o papel está firmemente escovado no canto, dando pancadinhas com a ponta das cerdas da escova. Meça a largura do resto que cortou e use um fio de prumo para marcar a linha de orientação vertical na parede adjacente ao canto. Se o canto não estiver direito, tire as medidas do topo, do centro e do fundo da parede e ajuste a linha de orientação para o papel de forma a que não se sobreponha na parede anterior. Coloque o papel na parede, sobre a tira de papel virada da outra parede. Embora possa haver um ligeiro erro de padrão, este não deve ser visível. Corte no topo e no fundo com a tesoura.

SUGESTÕES PRÁTICAS

Se a parte deixada a mais no cimo e em baixo formar uma prega num canto, faça pequenos cortes horizontais no papel para que fique plano. Tenha um tubo de cola à mão para assegurar que as sobreposições de margens de revestimentos de vinil aderem perfeitamente. 0 papel com um padrão a direito pode ser difícil de alinhar num canto. Coloque o nível de bolha atravessando o canto horizontalmente para verificar se o desenho está nivelado.   COLOCAR PAPEL DE PAREDE À VOLTA DE UMA PORTA

Se seguir a sequência certa para colocar e cortar o papel de parede, deve conseguir facilmente forrar à volta de portas e janelas, embora alguns problemas à volta das janelas possam ser disfarçados com cortinados. As técnicas aqui descritas podem ser adaptadas a grande variedade de situações.

Marque primeiro as paredes com a largura do rolo para que saiba exactamente onde termina cada tira. As tiras fininhas ao lado da porta ou janela serão difíceis de colocar e provavelmente cairão, por isso, ajuste o ponto de começo se for necessário. Coloque uma faixa para que se sobreponha à arquitrave, acertando o padrão com a última faixa colada. Passe levemente a escova pelo papel onde for possível e depois use as pontas das cerdas da escova para pressionar o papel sobre a arquitrave. Procure a esquina da moldura da porta e faça um corte até este ponto com uma tesoura. A medida que cortar em direcção ao canto, pressione o papel contra a parede para evitar que se rasgue. Alise o papel na parede e escove a sobreposição vertical do papel até à extremidade da arquitrave. Certifique-se de que o papel não se separa da tira anterior quando fizer isso. Dobre o papel na arquitrave com as costas da tesoura, depois afaste o papel da parede e corte ao longo da dobra ou corte com um x-acto seguro a um ângulo de 45° em relação à parede. Primeiro corte o topo da moldura da porta, para dentro, a partir da extremidade exterior da arquitrave. Limpe a cola da madeira e do papel.   SUGESTÕES PRÁTICAS

Alise levemente o papel na parede antes de cortar para que não se rasgue devido ao seu peso quando está húmido. A junção entre a parede e a moldura da porta raramente é nivelada; corte o papel para que fique sobreposto à moldura e criará um acabamento muito mais perfeito. Se os lados de um recanto não estiverem direitos, corte o papel com 50 mm a mais e faça cortes horizontais ao longo do comprimento para que fique plano, depois corte uma tira separada para encaixar. Complete todos os cortes à volta das portas e janelas primeiro, deixando para último o corte no topo e no fundo de cada tira.   COLOCAR PAPEL EM VOLTA DE JANELAS

Coloque a primeira tira que ultrapasse a janela, acertando o padrão com a última tira colada. Alise o papel na parede, depois faça cortes horizontais até ao ângulo do recanto – o primeiro nivelado com o topo do parapeito da janela e o segundo nivelado com o topo do recesso. Procure os cantos do parapeito da janela e faça cortes diagonais em direcção a estes pontos, para que o papel possa dar a volta ao formato do parapeito. Passe a escova pelo papel por baixo do parapeito até à parede e corte. Passe a escova pelo restante papel à volta do canto até ao recanto e corte para que se ajuste à moldura da janela. Certifique-se de que as bolhas de ar desaparecem, mas não aplique demasiada pressão. Se a sobreposição não for suficientemente funda para cobrir o recanto, coloque uma tira fina, acertando o padrão. Corte uma tira que caiba na parte de cima do recanto, acertando o padrão com o papel que fica por cima. Faça um corte na esquina e depois coloque o pedaço no lugar. Esconda as extremidades da tira por baixo do papel por cima e no interior do recesso e corte através de ambas as camadas com um corte ondulado. Puxe o papel para trás para retirar os restos e passe a escova para baixo com firmeza – a junção deve ser quase invisível. Complete o resto da janela da mesma forma, colocando pequenas tiras por cima e por baixo do recanto. As tiras por cima da janela podem ser coladas para dentro do recanto, desde que este não seja muito fundo e a extremidade seja direita.

COLOCAR PAPEL DE PAREDE EM ESCADAS

Quando se trabalha em escadas, a segurança é a principal prioridade. O equipamento de acesso adequado utilizado em escadas deve ser alugado, mas também pode construir a sua própria plataforma de trabalho segura. O principal problema com a colocação de papel em escadas é ter de trabalhar com as tiras muito compridas de papel de parede. Aplique bastante cola por todo o papel, para que este não seque enquanto o coloca.

CONSTRUÇÃO DE UMA PLATAFORMA DE TRABALHO

Para construir uma plataforma, necessitará de um escadote sólido, de uma escada de mão e uma tábua que seja suficientemente comprida para ficar segura entre ambos. Se precisar de fazer uma ponte de 1,5 m ou mais, são necessárias duas tábuas colocadas uma em cima da outra, mas, se a distância for superior a 2,4 m, o centro do andaime requer um suporte adicional, outro escadote, por exemplo. As tábuas devem ser bem presas com corda. Se a plataforma tiver de ser erguida em cima da balaustrada, certifique-se de que os pés da escada de mão estão bem firmes: uma ripa de madeira aparafusada a um dos degraus é o método mais seguro.

ORDEM DE TRABALHOS

Coloque primeiro a tira mais comprida e trabalhe no sentido ascendente a partir da base da escada. Se preferir começar a trabalhar a partir do topo das escadas, planeie cuidadosamente a sequência de colocação antes de começar. Marque as larguras das tiras desde a junção do vão e da parede frontal, para que a última tira tenha um mínimo de cortes e de acertos na parede frontal. Coloque a metade do topo de cada tira, mas deixe o resto da tira dobrado enquanto muda a plataforma de trabalho. Depois alise a parte de baixo de cada tira no lugar. Quando medir as tiras para uma parede do vão, certifique-se de que não se esquece da inclinação das escadas – como guia, acrescente a altura de três degraus à medida, assim como um pouco mais para cortes. A seguir, passe para a parede frontal, colocando as partes do topo das duas ou três tiras necessárias, deixando o restante das tiras dobradas. Ajuste a plataforma de trabalho para que as tábuas fiquem apoiadas num degrau e no escadote ao fundo da escada. Alise e cole as porções da parte inferior das escadas na parede frontal nesta nova posição e corte cuidadosamente, alinhando com o tecto da entrada. Finalmente, continue a colocar tiras trabalhando ao longo da parte de baixo da parede frontal a partir da base da escada.

SUGESTÕES PRÁTICAS

Proteja as paredes colocando panos macios nas extremidades da escada. Onde a calha do balaústre é aparafusada à parede, tente que as tiras fiquem entre uma junta de topo. Uma ripa de madeira aparafusada a um dos degraus faz com que os pés da escada não escorreguem.   TRABALHAR COM TIRAS COMPRIDAS Excepto se as escadas estiverem divididas por um lambrim ou por um remate decorativo, a distância entre o tecto e o chão será considerável em certos locais. Ser-lhes-á difícil colocar as tiras sozinho sem as rasgar.

OUTROS ELEMENTOS SALIENTES

Colocar papel de parede à volta de qualquer obstáculo requer um corte cuidadoso para se obter um bom acabamento, sendo essencial ter um x-acto bem afiado. Certifique-se de que a lâmina não fica com cola e renove-a regularmente. Sempre que possível, retire os objectos da parede, como interruptores e tomadas, desligando primeiro a electricidade, uma vez que isto tornará mais fácil a obtenção de um acabamento profissional.

LAREIRAS

Coloque uma tira em volta da lareira de forma a que combine com o padrão por cima da prateleira da lareira e com última tira colocada. Passe levemente a escova pelo papel na junção da parede e da prateleira e corte. Corte para dentro a partir do canto exterior da prateleira da lareira e segure no resto da tira para evitar que se rasgue. Pressione o papel contra a parede no sítio em que o canto da prateleira toca na parede, ajeitando cuidadosamente o papel à volta dos contornos com os dedos. Faça uma série de pequenos cortes para deixar o papel plano, depois utilize a extremidade de uma escova para moldar o papel com a forma precisa. Corte cada pequeno pedaço de papel, depois dobre e corte o papel na parte lateral da lareira e limpe a cola da superfície.   RADIADORES

Se um radiador for muito pesado para ser retirado, desligue-o e deixe arrefecer. Meça e tome nota da posição de cada suporte de parede a partir dos lados e do topo do radiador e ponha uma tira, cuja parte de baixo fique sobre o radiador. Acerte o padrão com a última faixa colocada. Meça a posição do suporte de parede e faça uma marca a lápis no papel de parede neste ponto. Faça um corte vertical com a tesoura a partir da margem inferior do papel até à marca e use um rolo para alisar o papel para baixo de cada lado do suporte de parede. Corte o papel ao longo do rodapé  e limpe qualquer resíduo de cola deixado na superfície do papel de parede, rodapé e radiador. Repita o processo para o outro suporte.

OBJECTOS NA PAREDE

Quando retirar algo aparafusado a uma parede, marque a posição de cada furo com um fósforo e pressione cuidadosamente a ponta através do papel colado antes de este ser alisado.

ARCOS

Coloque o papel de modo a tapar o arco, acertando o padrão com a última tira colocada, depois corte o resto deixando 25 mm de margem depois do arco. Com uma escova, empurre esta parte do papel para o interior do arco, fazendo cortes em ângulo recto de 12 em 12 mm à volta da curva do arco para o adaptar a esta. Coloque papel no restante arco, tira a tira, usando o mesmo método de corte na curvatura. Para a superfície interior, corte uma tira de papel com mais 35 mm de largura do que o arco. Se o papel tiver um padrão definido, use duas tiras que se irão juntar no alto do arco. Alinhe a extremidade da tira cortada com uma das extremidades do arco e corte a extremidade exterior com um x-acto depois de o papel estar colado.   TOMADAS E INTERRUPTORES

Desligue a electricidade e coloque o papel por cima da peça. Pressione-o firmemente contra o interruptor, para que possa ter uma ideia clara da posição, e faça uma marca a lápis 6 mm a partir de cada canto. Faça cortes diagonais em cada marca de lápis com uma tesoura, cortando os pedaços de papel 6 mm para dentro a partir da extremidade exterior do interruptor. Desaparafuse o interruptor e retire-o da parede, depois use uma escova para empurrar cuidadosamente o papel para baixo do interruptor e limpe a cola.   CANDEEIROS

Desligue a electricidade e retire os candeeiros. Cubra os fios com fita isoladora. Coloque o papel por cima, marque a posição no papel e faça uma pequena incisão. Passe os fios através do furo. Deixe a cola secar antes de colocar novamente o candeeiro.

FAIXAS DECORATIVAS

Uma barra decorativa pode acrescentar o toque final ao papel de parede ou à pintura. Pode escolher entre uma grande variedade de padrões, cores e tamanhos, todas fáceis de colocar. O segredo para um resultado perfeito é certificar-se de que a barra está absolutamente direita e colocada nas linhas de orientação e que todas as junções estão disfarçadas.

TÉCNICAS BÁSICAS

Use o nível de bolha de ar para marcar a posição da barra na parede a intervalos de 300 mm, unindo as marcas a lápis com uma régua. Meça de um canto da parede até ao outro e acrescente 50 mm para o corte. Cole, pincelando para fora a partir do centro, e dobre em leque, deixando o papel ensopar durante dez minutos. Pincele com água tépida a parte de trás de uma barra já com cola, em vez de a mergulhar numa tina. Uma barra já com cola tem de ser desenrolada para que a parte com os motivos fique virada para fora. Para a colocar, coloque 300 mm da barra na linha de orientação, deixando o resto cair à medida que vai trabalhando. Se usar uma barra com cola, retire o papel de protecção e alise-a no lugar. Antes de cortar e colocar a faixa seguinte, acerte o padrão do rolo. Não tente colocar uma faixa contínua num canto ou numa esquina, em vez disso use a técnica para a colocação do papel convencional.

Se tiver de usar mais do que um rolo numa parede, pode usar uma junta de topo para remates com um padrão simples repetido. Para desenhos mais complexos, sobreponha as duas faixas para que o padrão combine exactamente e corte com cuidado contornando um motivo através das duas camadas. Quando o papel de sobra tiver sido retirado e as extremidades cortadas colocadas no sítio certo, a junção deve ser praticamente invisível. Use um rolo pequeno para pressionar as extremidades.

SUGESTÕES PRÁTICAS

Coloque uma barra trabalhando da direita para a esquerda, se for dextro, e da esquerda para a direita, se for canhoto. 0 posicionamento da barra é mais fácil se a linha de orientação estiver acima da fita horizontal e na margem interior à volta de janelas e portas. Cole uma barra por baixo de um tecto desnivelado e pinte o intervalo para condizer.   DIVIDIR UMA PAREDE COM UMA BARRA

Pode colocar dois padrões diferentes de papel na parede, um em baixo e outro em cima, escondendo a junção entre os dois com uma fita. Marque uma linha de orientação na parede, aproximadamente a 900 mm do chão, e coloque uma tira de cada papel ao mesmo tempo ultrapassando a linha a lápis em 50 mm. Antes de colocar as tiras seguintes, coloque uma régua comprida na linha de orientação e corte através das duas camadas de papel com um x-acto. Retire o papel a mais e alise as extremidades cortadas para formar uma união perfeita. Quando a divisão tiver sido forrada, pode colocar a barra. Centre-a por cima da união usando uma cola para revestimentos de vinil para parede.   CONTORNAR UMA JANELA OU PORTA

Desenhe uma linha de orientação vertical com a largura total da barra por cima da moldura e depois marque uma linha de orientação vertical de cada lado. Corte a barra horizontal com mais 50 mm do que é necessário, certificando-se que se sobrepõe uniformemente às linhas de orientação laterais. Acrescente as tiras de papel verticais, cujas extremidades devem ficar sobre a barra horizontal nos cantos. Use a parte de papel extra na tira vertical para ajustar a barra de forma a que corte a parte mais preenchida do desenho. Segurando uma régua de aço num ângulo de 45°, corte através das duas camadas de papel da esquina até ao canto da barra usando um x-acto. Retire as extremidades cortadas e os restos do papel da parede. Coloque a extremidade novamente no lugar para criar uma junta a meia-esquadria em cada canto.   CRIAR UMA JUNÇÃO INVISÍVEL Disfarce uma junção numa barra cortando à volta do contorno de uma figura com um x-acto afiado.   COLOCAR PAPEL DE PAREDE NUM TECTO

Forrar um tecto não é tão difícil como parece. As técnicas utilizadas são as mesmas utilizadas para forrar paredes e existem poucos obstáculos ou ângulos complexos com que lidar. Embora a tarefa seja mais simples se for feita por duas pessoas, é possível obter um bom resultado se trabalhar sozinho. No entanto, é essencial equipamento de acesso adequado para tornar o trabalho mais fácil.

Para marcar uma linha de orientação para a primeira tira, meça a largura do rolo, marque-a menos 25 mm a partir de cada canto e coloque um prego em cada ponto. Faça uma linha a giz entre os pregos para ter um guia para a primeira tira. Se colocar papel num tecto branco, certifique-se de que usa giz colorido. Corte a primeira tira de papel, deixando 100 mm a mais para aparar, depois passe cola e dobre em leque. Coloque uma extremidade de forma a que metade da margem deixada caia para a parede e o papel esteja alinhado com o risco de giz, depois cole-a firmemente no sítio. Se colocar papel à volta de uma janela com vão ou de um recanto, faça cortes diagonais nas esquinas para que o papel fique liso. Cole o papel na parede lateral do recanto e corte para encaixar ao longo da extremidade do tecto. Depois de a primeira tira de papel de parede estar na posição certa, dobre e corte primeiro a margem ao longo do comprimento para o ângulo entre a parede e o tecto, seguido por cada extremidade, usando as técnicas normais de papel de parede.   COMPLETAR O TRABALHO

Coloque as tiras seguintes da mesma forma, sobrepondo as extremidades em comprimento. Se houver uma roseta, desligue a electricidade antes de colocar o papel por cima da peça e depois localize o centro com os dedos. Faça um pequeno corte no papel neste ponto e puxe cuidadosamente a peça através do corte, tendo cuidado para não rasgar o papel. Ajuste o papel à volta da roseta fazendo uma série de pequenos cortes radiais a partir do centro da roseta até à extremidade. Alise o papel no tecto à volta da roseta e termine colocando o restante papel. Dobre o papel à volta da roseta antes de voltar a ligar a energia eléctrica. O papel pode ser cortado com um x-acto depois de a cola estar seca, mas desligue novamente a energia eléctrica antes de o fazer. Se houver uma grande roseta do tecto, é mais fácil colocar e cortar o papel se a união de duas tiras atravessar o meio da roseta. Corte a última tira com a largura requerida mais 25 mm para cortar ao longo da margem do papel. Coloque e corte da mesma forma como fez na primeira tira.   EQUIPAMENTO DE ACESSO

Antes de iniciar o trabalho, é importante pensar na forma de chegar com segurança ao tecto. O equipamento de acesso necessário tem de permitir colocar uma tira inteira que atravesse toda a divisão. Tábuas apoiadas com as extremidades em escadotes ou cavaletes criam um piso plano e nivelado ao longo de toda a largura da divisão, podendo ser ajustadas a uma altura que lhe seja conveniente. Use duas tábuas atadas uma à outra para distâncias superiores a 1,5 m e coloque um suporte ao meio.

COLOCAR PAPEL EM TECTOS EM DECLIVE

Planeie a sequência para que um papel que tenha um padrão definido fique centrado na divisão. Um tecto em declive pode ser forrado quer para combinar com o tecto quer com as paredes, mas não tente colocar uma só tira ao longo da superfície com declive até à parede em baixo. Trate o ângulo entre as duas superfícies como um canto.

PROBLEMAS NA COLOCAÇÃO DO PAPEL

Uma preparação inadequada e técnicas deficientes de colocação, em vez de problemas com o próprio papel, são a causa da maioria dos problemas com papel de parede. Alguns erros menores são fáceis de remediar, como é mostrado aqui, mas se o problema for mais grave, será preferível raspar a área afectada e recomeçar. Algumas situações podem ser difíceis, pelo que a apresentamos a seguir algumas sugestões para tornar mais fácil o manuseamento do papel de parede.

BOLHAS DE AR

As bolhas que ficam depois de a cola estar seca são provocadas por não se ter deixado tempo suficiente para o papel ensopar, por não ter alisado bem o papel ou se devido a uma má preparação da parede, que evita que o papel cole à parede. Corte uma cruz na bolha com um x-acto, aplique cola na parte de baixo do papel e alise-o.

RASGÕES

Frequentemente, os rasgões não são tão problemáticos como parecem. Se o rasgão for pequeno, aplique cuidadosamente cola no pedaço rasgado e cole-o com a ponta da escova. Se houver um rasgão grande no papel de parede, retire o papel solto e danificado rasgando-o cuidadosamente. Rasgue, em vez de cortar, um pedaço de papel do rolo de forma a que o padrão fique acertado com a área circundante, depois forre a margem rasgando uma tira de 6 mm da parte de trás. Cole o remendo e pincele-o levemente no sítio. Com um revestimento de parede de vinil, corte um remendo para que o padrão combine,com a área circundante e cole-o à parede por cima da parte danificada. Corte através de ambas as camadas para formar um quadrado, retire o vinil danificado da parede e depois cole e encaixe o remendo.   ROSETA DE TECTO Planeie a posição das tiras do tecto para que uma das junções passe pelo meio da roseta.   SOBREPOSIÇÕES VOLUMOSAS As extermidades sobrepostas podem dar origem a costuras altas em papel de parede com relevos. Resolva isto rasgando cuidadosamente a extremidade da tira de papel que fica por baixo, depois amasse o papel rasgado com um rolo antes de colocar a tira sobreposta.   ESPAÇOS NAS MARGENS O papel encolhe quando seca, devido a uma má colagem ou más uniões sobrepostas, dando origem a pequenos espaços entre as tiras. Para disfarçar isto, pinte os espaços com uma caneta de feltro fina ou lápis de cera de tom semelhante à cor base.   MARGENS ONDULADAS

Estas são provocadas por falta de cola, cola que seca durante a colocação do papel ou, em vinil sobreposto, pela utilização da cola errada. Levante a margem do papel com as costas de uma faca e aplique uma pequena quantidade de cola com um pincel fino. Cole o papel com firmeza com uma esponja húmida. Para as margens sobrepostas de vinil, use cola de vinil.

MAU ACERTO DE PADRÃO

Normalmente resultado de um corte e colocação inexactos, os padrões que não combinam podem ter origem nas variações do papel ao longo das margens. Verifique todo o papel e devolva os rolos com defeito. Os padrões directos podem ser difíceis de acertar, especialmente em cantos onde a margem foi cortada. Use o nível de bolha de ar para verificar se os motivos proeminentes estão nivelados com o canto.

MANCHAS DE BRILHO

Escovar vigorosamente os papéis de parede com acabamento mate pode provocar pequenas manchas de brilho. Normalmente não podem ser retiradas, mas pode disfarçá-las esfregando-as cuidadosamente com um pedaço de miolo de pão branco fresco. O miolo de pão também é útil para remover dedadas de gordura de papéis não laváveis.

NÓDOAS AO LONGO DAS MARGENS

A cola que foi deixada secar na superfície do papel pode provocar nódoas. Estas são difíceis de remover, mas, se o papel for lavável, tente limpar com uma esponja e uma solução de água com um detergente suave.

SUGESTÃO PRÁTICA

• 0 equipamento em mau estado pode estragar o novo papel de parede da próxima vez que for usado. A cola seca danifica as lâminas dos x-actos e das tesouras e torna os pêlos dos pincéis duros. Lave todo o equipamento e seque-o bem.

 

23 Comentários para “Colocação de Papel de Parede”

  • rita diz:

    Seria super se além dessas explicações tão detalhadas vocês ainda colocassem fotos !!! Super super site ! Parabéns !

  • LIV diz:

    oi. quero saber se posso colocar papel de parede em paredes de madeira. minha casa é de madeira e tem aquelas frestinhas entre as tabuas, onde se encaixam…entao eu quero saber se dá. estou muito a fim de colocar. e a parede nao é pintada ainda. aguardo resposta. abraço.

  • Andre Gomes diz:

    Alguém me pode indicar um contacto de uma profissional que coloque papel de parede? Entre Lisboa e Setubal. Responda por favor para o meu e-mail. andre.horta.gomes@gmail.com

  • Rosa Bessa diz:

    Olá, pretendo saber ´se há algum tipo de papel de parede proprio para paredes areadas, a minha casa já foi construída há bastante tempo. Sendo que as paredes são ásperas e para coloca-las lisas se torma muito dispendioso, quero decorar o quarto do meu bebe e não sei se qualquer papel serve para o efeito. Obrigada

  • Michelle diz:

    Olá. Adorei as informações e muito obrigada por se prontificar a nos ajudar.
    Tenho uma dúvida: Tenho um cômodo em casa, que as paredes são de azulejos. Gostaria de colocar papel de parede nelas. Pensei em nivelar com massar corrida onde ficam os rejuntes. Será que é possível aderir os papeis sem que eles descolem do azulejo?

    Desde já agradeço.

  • Olá,

    Não haverá qualquer problema, apenas terá que escolher a cola adquada para esse tipo de superficie.

  • JOnas diz:

    Adorei…
    Para os interesados, sou colocador de papel de parede caso alguem si intereçe pelos meu serviço solicite: joonassantos@hotmail.com cel: 63118661 aguardo seu contato

  • Junior diz:

    Bom pretendo trabalhar na area de aplicação do papel de parede, vou praticar primeiro na minha propia casa, gostaria de mais profissional dicas se possivel, pois pretendo agarrar esse tipo d trabalho como minha profissão. Obrigado.jr

  • JOnas diz:

    é isso ai amigo, fz o curso tbm que ajuda bastante e é de graça, mais informaçoes joonassantos@hot…..

    • alessandro diz:

      por favor se souber de algum curso na região de ribeirão preto – sp fico grato se me passar

    • Valdecir Oliveira diz:

      Curso de graça? Tem algum no Rio de Janeiro, onde?

  • Cris diz:

    Ola,

    Eu mudei recentemente para uma casa muito antiga que tem uma divisao com papel de parede que ainda esta bonito mas esta a cair em algumas partes. Como posso consertar isto?
    Obrigada!
    Cris

  • FERNANDO diz:

    Olá! sou colocador de papel de parede, caso alguem se interesse pelos meus serviços,favor entrar em contato. fsb.guitar@gmail.com

  • wagner josé diz:

    COLOCO PAPEL DE PAREDE, PERSIANAS, CORTINAS, VARAIS, SANCA, E OUTROS COMPLEMENTARES.
    tel: 06191137748 – 061091898098
    Email: natan18felipe@hotmail.com

    indicação: LEROY MERLIM

  • Luciana diz:

    Olá,
    Trouxe de fora o papel de mica com brilho. Infelizmente ficou mal colocado. O profissional utilizou uma pá para alisar o papel retirando quase todo o brilho. E nas emendas ficaram manchas escuras.

  • Aprendendo a colar papeis de parede pela internet aoisuaiousioa :D

  • andrea karla diz:

    Gostaria de saber se posso usar papel de parede em parede inclinada? voces tem alguma foto de alguma parede inclinada com papel de parede?

  • moro em floripa gostaria de saber se tem algum curso aqui de aplicaçao de papel de parede obrigada.

  • posso colocar papel parede em paredes com bolhas?

  • Michelle diz:

    Gostaria de saber se conhecem a coleção de papel de parede Galia, Muresco e se é de boa qualidade, lavável?

  • roseli diz:

    Boa tarde! A cola usada para papel mica é o mesma cola em pó a base de agua?

  • wagner josé diz:

    sou colocador aqui em Brasília
    se prcisar entre em contato : 06191137748 – 06191898098
    indicação LEROY MERLIM

  • Deixe um Comentário:

    Nome (obrigatório):
    Mail (não será publicado) (required):
    Website:
    Comentário (obrigatório):
    XHTML: Usted puede utilizar el siguiente: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

    Quero fazer uma pesquisa por: