Como aprender a técnica de lixar madeira

Lixar pode ser tão perigoso como serrar ou cortar. É recomendado utilizar sempre um saco colector. Coloque igualmente uma máscara e óculos de segurança. Antes de arrumar a máquina desligue -a da corrente.
Quer lixe à mão ou à máquina, dispõe de uma grande variedade de lixas de todos os tipos, granulometria e formatos. Despois do tratamento a madeira estará pronta para pintar ou envernizar.

Folha ou feltro de lixar: A folha de aço abrasiva apresenta um relevo que não se altera com o uso, conservando por isso a sua eficácia. Pode também ser utilizada para a madeira e plástico. O feltro de lixar, feito com fibras artificiais impregnadas de grãos cortantes, serve sobretudo para o desbaste e para o polimento. 

Papel e pano: Se a maioria dos papéis de lixa são sobretudo destinados a superfícies planas as lixas com suporte de pano adaptam-se, devido à sua maleabilidade e robustez, aos trabalhos com formas arredondadas tanto em madeira com também aos metais ferrosos ou não ferrosos. 

Diversos tipos de grãos: O papel amarelo com grãos de sílex usa-se rapidamente e serve para trabalhos ligeiros sobre madeira macia. A pedra vermelha (vermelho-escuro) permite também lixar madeiras mais duras. Os óxidos de zirconeum e de alumínio, bastante cortantes, utilizam-se em máquinas e para trabalhar o metal. Mais duro ainda, o carbono de silício difuso também, rapidamente, o calor da fricção (evita a fusão das matérias plásticas). Dita “à prova de água”, pode ser humidificado para o trabalho do metal. As lixas de qualidade “seca à prova de água” são revestidas com uma camada “auto-lubrificante”. 

Tamanho dos grãos: A eficácia do lixamento depende da durabilidade, da forma e da densidade dos grãos, assim como do seu tamanho. Se forem pequenos, a sua acção é mais lenta, mas não arranham tão profundamente o material, contrariamente aos grãos grossos que deixam marcas mais importantes. Nos trabalhos de bricolage ou profissionais, deve ter em conta que o poder abrasivo é indicado a partir de números (antigamente de 1 a 9/0), actualmente de 30 a 600 e mais (número de grãos por cm²). Ao lixar utilizando uma lixa de cada vez mais fina à medida do avanço do trabalho, elimina assim, de cada vez, as marcas da passagem precedente. 

Sentido do movimento : Para madeira, siga sempre que possível o sentido do veio, não o fazendo danificaria as fibras, não conseguindo assim um bom aspecto final. Quando lixar os cantos dum objecto, certifique-se de que não os arredonda. Coloque a máquina a funcionar antes de a posar sobre o trabalho, inclinando-a 15° em relação ao veio. Faça-a efectuar um movimento regular e contínuo em vaivém, no sentido do veio, ultrapassando sempre a superfície lixada. Levante a máquina antes de a parar. 

 Formas arredondadas : Para trabalhar as formas arredondadas, utilize uma faixa de pano abrasivo, que não se rasga e adapta-se à forma do objecto. Um exemplo frequente desta aplicação é o lixamento de tubos de cobre nas extremidades onde depois vão ser soldados. Fixe-os eventualmente antes de lixar. 

rebarbadora:
A rebarbadora pode ser equipada com acessórios adaptados – ser utilizada como uma lixadeira excêntrica e executar os mesmos trabalhos específicos. Existe igualmente um acessório que permite utiliza-los nos ângulos. 

Trabalhos finos: A lixadeira vibratória oferece um lixamento mais fino para superfícies planas, representando assim, uma boa alternativa (eléctrica) à utilização dos suportes de lixa. A sua base efectua movimentos elípticos quase imperceptíveis, sendo o resultado um acabamento cuidado. 

 A roda de lixar: A roda de lixar monta -se no mandril do berbequim. Ela é maleável, o que permite o trabalho de superfícies arredondadas, a banda abrasiva que a envolve adapta-se assim à forma do objecto a trabalhar (lixar objectos com formas. 

Os discos de lixar : A montagem de discos num berbequim permite sobretudo fazer trabalhos mais delicados, desenferrujar metal, decapar superfícies pintadas (madeira, reservado às superfícies côncavas ou não visíveis). O suporte de borracha deve estar sempre inclinado 15° em relação à superfície a trabalhar. 

 




Deixar Comentário