Como cultivar Cactos

Propagação

Muitos cactos emitem rebentos, ou caules secundários, que podem ser facilmente separados da planta-mãe. Nestes casos os rebentos devem ser separados na Primavera. Se não for capaz de separá-los à mão da planta-mãe, corte-os e deixe-os secar durante vários dias antes de os plantar em vasos para evitar que apodreçam.
Para cultivar cactos atravéz de sementeira, encha um vaso ou canteiro e coloque alguns cacos no fundo, espalhe as sementes à superfície, mas não as enterre. Regue muito bem.
Cubra o vaso ou o canteiro com vidro ou plástico e mantenha-o a uma temperatura de 21-27°C.

 Cactos do deserto

Este tipo de cactos sobrevive por si só em piso pobre mas bem regado. São plantas que necessitam de muita luz. Durante o Inverno, não devem estar em locais aquecidos, a temperatura mais indicada é entre 5 a 7 graus centígrados. Nos meses de Maio e Setembro os cactos do deserto devem ser bem regados. Se os quiser transformar em plantas de jardim, o mais indicado é escolher um local soalheiro e abrigado. Mas quer o cacto esteja dentro de casa, quer ao ar livre, deve rodar o vaso de vez em quando para não ficar sempre a mesma parte da planta exposta à luz forte. A partir de Setembro, regue-os com menos frequência. Não os deve regar em tempo húmido pois o excesso de água fá-los apodrecer.

Cactos da floresta

Para a criação destes cactos, será necessário ter uma temperatura ambiente ligeiramente húmida com  7 a 19 graus centígrados . Este tipo de cactos não deve ser exposto directamente ao sol. Este tipo de cactos são ideais para decorar interiores nomeadamente a casa de banho durante o Inverno. No Verão, podem ficar ao ar livre, num local abrigado e à sombra. È necessário manter a terra ligeiramente húmida durante o Inverno e no princípio da Primavera. Após a floração, a terra deve ser mantida quase seca. Volte a regar normalmente quando o crescimento do caule recomeçar.




Uma resposta

  1. vera lucia paiva d´auria Responder

Deixar Comentário