Porque a madeira muda de cor e como evitar a mudança de cor da madeira

A exposição à luz do dia muda a cor da madeira e, com frequência, torna-a mais escura. Quanto mais longa for a exposição, maior será a alteração. A cor da madeira também pode ser afectada pelos produtos de polir e pelas lacas.

Em todas as madeiras de resinosas, quando expostas à luz do dia, a alteração é mais rápida nos primeiros dias, tornando-se depois mais lenta.

Geralmente, nas madeiras de folhosas a primeira fase é lenta, seguindo-se um período de cerca de quatro semanas em que a alteração é razoavelmente rápida, voltando depois à primeira fase.

A maioria das madeiras de folhosas, naturalmente escuras, como, por exemplo, o pau-rosa, tende a branquear, em vez de se tornar mais escura. Certas madeiras de folhosas, semicoradas, nomeadamente o carvalho e o freixo, mudam de coloração, tornando-se primeiramente amarelas.

As alterações de cor da madeira são devidas a reacções químicas na madeira provocadas pelos raios ultravioletas da luz. Os produtos de polimento, contudo, inibidores destes raios, atrasam estas alterações. Estão actualmente a ser efectuadas experiências no sentido de isolar os agentes químicos responsáveis, o que permitirá obter produtos de acabamento neutralizantes.

Como evitar a mudança de cor da madeira

Para evitar as mudanças de cor da madeira, que provocam o aparecimento de manchas, devem tomar-se as seguintes precauções:

  1. Não deixe ferramentas ou quaisquer outros objectos sobre uma madeira recentemente limpa ou polida exposta à luz forte do dia.
  2. Durante a construção de um móvel, que poderá levar semanas, mantenha todas as peças tapadas até à montagem e aplicação do acabamento. Poderá haver diferenças de cor entre uma série de peças de mobiliário feitas com várias semanas de intervalo, mas tais diferenças desaparecerão com o tempo.



Sem respostas

Deixar Comentário