Manutenção e limpeza das torneiras

Antes de qualquer operação para reparar uma torneira deve primeiro cortar a água. Feche a torneira de segurança ou então a torneira principal do contador. Depois deve esvaziar totalmente a água  que restou na fonte de alimentação da torneira. Deve ter cuidado para não riscar os cromados das torneiras ao usar as suas ferramentas. Para evitar riscar ou danificar os cromados deve com a ajuda de um pano protegê-la para que as ferramentas não entrem em contacto directo com os cromados.

O que fazer para desmotar uma torneira?

O processo de desmontagem de uma torneira difere muito com o tipo de torneira a em causa:

Torneira com manipulo aparafusado

Para desmontar o manipulo este tipo de torneira deve verificar se existe uma pequena tampa entre o manipulo e a rosca. Geralmente, esta tampa é azul para a água fria ou vermelha para a água quente. Deve retirar esta tampa com a ajuda de uma chave de fenda e retirar o parafuso que está por baixo. Depois deve libertar o manipulo puxando-o para cima.

Torneira clássica

O manipulo deste tipo de  torneiras não se consegue desmontar. Deve abrir totalmente a torneira e desenroscar a cabeça com uma chave inglesa.

Torneira de cabeça aparafusada

Este tipo de torneira é constituída por uma superfície plana, com uma porca de parafuso. Deve desenroscar o manipulo com a ajuda de uma chave inglesa com cuidado para evitar riscar os cromados.

Torneira de “quarto de volta”

Deve desenroscar a peça de acesso à junta para retirar o manípulo.

Torneira com manipulo de pressão

Este tipo de torneiras não possuem parafusos nem porcas visíveis. Basta puxar o manipulo com força para retirar a cabeça da torneira.

Quando o manipulo destas torneiras estiver desmontado, pode-se então ver a cabeça da torneira com excepção da torneira clássica, pois a cabeça desta já está à vista. Com a ajuda de uma chave de bocas ou uma chave inglesa deve desenroscá-la facilmente. Faça isto com cuidado para não danificar os ângulos da porca. Com a mão segure a boca da torneira para não desenroscar totalmente. Se a torneira em questão uma torneira com manipulo depressão, deve primeiro retirar o manipulo com a ajuda de uma chave de bocas. Quando vir que a porca está a soltar-se, acabe a tarefa retirando a cabeça da torneira com a mão.

Normalmente a anilha que veda a água  situa-se no extremo inferior da cabeça. Esta anilha  pode se apresentar compacta ou com aberturas, fixada no centro com porca ou não. Depois de retirar o parafuso central caso este existir, retire também a anilha com a ajuda de uma chave de fendas e faça a sua  substituição. Deve fazer isto com especial cuidado para não danificar a anilha nova pois os rebordos do suporte podem cortá-la. Deve fazer pressão na anilha e se precisar aperte o parafuso. Caso a anilha anilha sobressair em relação ao suporte, com papel de lixa fino arredonde ligeiramente os cantos.

No caso de haver fugas de água nas junções, originando manchas de calcário ou manchas verdes, é  então necessário fazer a  substituição da junta assegurando assim a hermeticidade entre a cabeça e o corpo da torneira. Esta tarefa é fácil de ser realizar.

Volte a montar novamente todo o conjunto da torneira. No caso de uma torneira clássica,  deve verificar primeiro se o manipulo está na posição de abrir. Aperte ligeiramente então a cabeça da torneira com uma chave. Monte depois o manipulo. Finalmente feche a torneira torneira e abra a torneira de segurança ou a torneira do contador para a água correr livremente.

Limpeza das torneiras

Ao desmontar a torneira aproveite  a ocasião e faça uma limpeza rigorosa. Com um pedaço de  algodão embebido em vinagre retire o calcário que se costuma acumular na base da torneira. Limpe toda a zona com cuidado, evitando deixar resíduos. Caso a torneira possuir um pulverizador ou um filtro, deve desmontar esse filtro e mergulhá-lo durante algum tempo em vinagre para limpá-lo em profundidade.   torneiras-que-pingam




2 Comments

  1. Joaquim Portela Responder

Deixar Comentário