Origami – A arte japonesa de dobrar papel

Origami– o que é?

Origami – vem de oru que significa dobragem, e kami significa papel. É uma arte  tradicional oriunda do Japão. Há muita especulação sobre a origem do origami mas, é justo dizer que o seu maior desenvolvimento ocorreu no Japão, havendo também uma forte tradição na China, Alemanha e Espanha, entre muitos outros países.

O origami ocupou um lugar importante na história Japonesa ao fazer parte de algumas tradições com um significado profundo nessa cultura. Os Samurais adornavam pequenas ofertas com pequenas tiras de papel para desejar boa sorte e, nos casamentos, o noivo e noiva são representados através de borboletas de papel em origami.

Nos anos sessenta a arte do origami começou a espalhar-se, primeiro através de origami modular e depois através de vários movimentos, incluindo o Kirigami – a arte de cortar papel.

Esta arte japonesa consiste em  dobrar o papel, criando desse modo representações de determinados seres ou objectos com  dobras geométricas de uma folha de papel, sem cortá-la ou colá-la. O origami usa apenas um pequeno número de dobras diferentes, que no entanto podem ser combinadas de diversas maneiras, para formar desenhos complexos. Geralmente parte-se de um pedaço de papel quadrado, cujas faces podem ser de cores ou estampas diferentes, prosseguindo-se sem cortar o papel.

Irá precisar  de uma folha de papel com o formato quadrado. O tamanho ideal para a folha é de 15 cm. Depois com a ajuda de um livro de origami, escolha a figura desejada e siga as instruções. Estes livros possuem diversas figuras desde aves, animais domésticos, flores, peixes, aves, figuras humanas, móveis, etc…

Fazer dobras básicas

Depois de escolhida a figura, siga as  instruções da gravura.  As linhas tracejadas dão a indicação para dobrar o papel na sua direcção. A dobra de vale, significa que tem de dobrar o papel para trás ou para longe de si. A dobra de montanha tem a mesma indicação.

Dicas antes de começar:

  • Para começar faça as dobras numa superfície plana e num local bem iluminado. O papel mais indicado a utilizar sobretudo para iniciantes desta arte, deve ser um papel fino e não muito caro. Igualmente se escolher um modelo com muitas dobras o papel fino é o ideal.
  • Para não sujar o seu origami, trabalhe sempre com as mãos limpas. Visualize a imagem da figura que escolheu e treine todos os passos num papel velho ou de jornal.
  • Se existirem medidas deve segui-las à risca para não comprometer o seu origami. Não deve se apressar para terminar, deve ter paciência para fazer todos os passos.
  • Para não se esquecer, depois de feito o modelo, pratique várias vezes o mesmo. A prática é essencial para fazer um origami perfeito.
  • Se não conseguir à primeira, faça uma pausa, e tente de novo.



2 Comments

  1. marcia marcolino Responder
  2. maili Responder

Deixar Comentário