PONTOS DE TAPEÇARIA – Como fazer o ponto cheio reto

Como já é do conhecimento geral, a arte da tapeçaria é uma forma de artesanato que existe há milhares de anos e que se tornou parte de muitas culturas pelo mundo fora.

Com todo o tempo de existência com que já conta, já existem inúmeros estilos de pontos que resultam em visuais completamente diferentes.

Saber como fazer o ponto cheio reto pode ser importante, tendo em conta o trabalho que pretende levar avante.

Segue-se um guia.

Ponto cheio reto

Muito genericamente falando, para este ponto, há que levar a agulha de um lado ao outro do risco do desenho, seguindo os contornos do mesmo e fazendo os pontos junto uns dos outros.

O ponto cheio reto é um ponto relativamente fácil de se fazer. O resultado final com a aplicação deste ponto poderá mesmo originar diferentes peças para decorar toda a casa, em especial tapetes para colocar na cozinha ou casa-de-banho, e isto porque como são totalmente cheios pelos pontos, não deixam passar água para o chão.

Saber como fazer o ponto cheio reto vai permitir que possa fazer diferentes peças, para cama, mesa e mesmo para detalhes em roupa. Dos diversos pontos de tapeçaria, o ponto cheio é dos mais simples e é feito para preencher um desenho, conferindo-lhe uma sensação de relevo, o que vai deixar a peça muito mais elegante.

Para começar a fazer o ponto cheio reto, deixa-se aqui o exemplo de uma folha.

  • Deverá começar por fazer o desenho no tecido, com a ajuda de um lápis. Em seguida, faça uma carreira de ponto atrás no centro da folha. Depois, deverá descer e subir com a agulha no tecido numa das laterais da folha.
  • Siga o desenho, repetindo o passo anterior até que a lateral da folha fique completa. Em seguida, na outra lateral da folha (ou do desenho que escolheu para bordar), deverá subir com a agulha, fazendo pontos cheios até que fique inteiramente completa (o risco desenhado inteiramente preenchido).

Este ponto é especialmente usado em tapeçaria para encher ou preencher um desenho, independentemente da forma ou feitio que se tenha escolhido bordar.

O aconselhado, em especial aos principiantes desta arte ou técnica de ponto, é que treinem bem antes de fazer um trabalho final, para que este fique bem feito e não tenha surpresas menos positivas ou resultados finais que não os desejados.




Deixar Comentário