Razões para Construir uma Casa Modular ou Casa Pré-fabricada

Casa pré-fabricada com uma janela do tipo Paladino

Casa pré-fabricada com uma janela do tipo Paladino

As casas modulares pré-fabricadas são construídas a partir de caixas, designadas por módulos, que são construídas em local diferente do local de instalação, e reunidas de modo a construir uma casa completa e acabada. Todos os materiais – desde as estruturas, telhados, da canalização aos elementos de carpintaria, acabamentos de interiores, e elementos eléctricos – são absolutamente idênticos aos que se espera encontrar numa casa construída de acordo com as metodologias convencionais. A questão mais relevante, no que respeita a uma casa modular pré-fabricada, não consiste no que não é visível, nem na forma como a mesma é construída, mas no local onde é fabricada: numa fábrica moderna, projectada para construir casas pré-fabricadas de alta qualidade.

A vantagem do elemento fábrica

O sistema de fabrico de casas modulares pré-fabricadas combina conhecimentos e capacidades de engenharia e métodos de produção em fábrica, os quais visam projectar e construir de modo mais eficiente, e com um mais elevado padrão de controlo de qualidade. Quando este procedimento é adequadamente utilizado, tem como resultado custos mais baixos, e o controlo de qualidade dá origem a um melhor produto. A ideia de proceder à construção de uma casa, e de forma especial a de construir os componentes que constituem uma casa, numa fábrica, não é um fenómeno recente. Têm vindo a ser construídas casas pré-fabricadas nos estados Unidos desde a década de 90 do Século 19. Os americanos começaram a comprar casas a partir de catálogos recebidos ou solicitados pelo correio tão cedo quanto se tornou possível expedir os materiais através das várias regiões pela utilização dos caminhos de ferro. A Sears vendeu mais de 100.000 casas pré-fabricadas desde 1908 até 1940. A utilização de técnicas de produção em linha recuperou no período posterior à 2ª Guerra Mundial, e teve uma contribuição decisiva na redução da escassez de casas que se verificou depois da guerra.
Transporte de um módulo de uma casa pré-fabricada

Transporte de um módulo de uma casa pré-fabricada

Mesmo as casas construídas hoje em dia de forma convencional utilizam cada vez mais um número crescente de componentes fabricados em série, e produzidos em fábrica, incluindo janelas e portas pré-esforçadas, suportes de telhado, moldes para interiores, mobiliário de cozinha e casas de banho. Um número cada vez maior de aspectos da construção de casas são completados e finalizados em fábricas, já que o ambiente fabril ajuda a organizar o processo de construção. Através do uso de equipamentos automáticos de montagem, e das técnicas repetitivas de montagem, as fábricas fazem a montagem das partes constitutivas dos componentes de modo mais eficiente, e com muito maior consistência no que respeita à qualidade do produto. E isto é verdade, quer no que se refere à fabricação de uma janela, como no que respeita ao fabrico de uma porta completa.
Virtualmente, todos os melhores produtos do mundo, desde computadores a aplicações carros e aviões, são produzidos em fábricas. É por isso que os consumidores e profissionais da indústria, seja na Escandinávia, seja no Japão, consideram o método modular de construção pré-fabricada superior ao da construção convencional no local. O que torna irónico que o país que liderou o mundo na concepção e produção em massa de bens manufacturados, os Estados Unidos, tenha demorado até aos anos 80 do Século 20 para se render às casas pré-fabricadas. Hoje em dia, ainda vai permanecendo um pouco da noção romântica de construir casa com plantas desenhadas ao gosto pessoal de cada um, no próprio local, e elemento a elemento. Esta crença vai-se mantendo actual, ainda que os consumidores rejeitem aplicações novas, e carros construídos como que no quintal do vizinho, com os materiais expostos ao elementos do clima, e sem ninguém que supervisionasse a sua montagem.
E, no entanto, o romance em torno da construção convencional ao gosto pessoal começa a perder algum do seu encanto. Muitos construtores convencionais converteram-se às casas modulares pré-fabricadas, muito em grande parte devido à escassez de trabalhadores da construção civil devidamente capacitados. Esta carência está a ser causada pela reforma dos trabalhadores mais velhos e mais experientes, ou pelo facto de estes escolherem cada vez mais trabalhos menos exigentes fisicamente, e porque os trabalhadores mais jovens estão a optar por outras carreiras. Num estudo da ABC News, em que se pedia a 10.000 alunos do ensino secundário que fizessem escolhas preferenciais de potenciais carreiras profissionais, as profissões ligadas à construção civil apareceram no lugar 251, logo atrás de vaqueiro. Concomitantemente, os que iniciam agora as suas carreiras na construção civil têm que o fazer com pouca ou nenhuma formação ou orientação. O problema torna-se particularmente grave quando, nalguns sectores da profissão, tal como a carpintaria, poucas empresas ou empreiteiros têm programas de estágio. Um outro estudo, feito no terreno pela Associação Nacional Americana da Construção Civil, que é maioritariamente constituída por construtores civis tradicionais, chegou à conclusão de que dois em cada três construtores são obrigados a contratar trabalhadores com níveis de desempenho e operacionalidade abaixo dos esperáveis para as tarefas que terão que desempenhar!
Esta escassez de mão de obra provocou uma profunda erosão na capacidade artístico-profissional, fez com que os preços subissem, e causou atrasos, redundou em construções trapalhonas e de baixa qualidade, e aumentou significativamente o número de proprietários de casas insatisfeitos. Frustrados devido a estes problemas, os construtores que utilizavam o método tradicional de construção por planta a pedido e gosto pessoal têm-se cada vez mais convertido às casas modulares pré-fabricadas, de modo a poderem ter algum controle sobre o processo de construção. Os construtores de casas modulares pré-fabricadas têm, por seu lado, vindo a atraí-los através da apresentação de novas plantas de casas projectadas de modo a ir ao encontro dos consumidores conscientes do estilo de construção dos construtores tradicionais.
Os clientes que procuram uma casa construída à medida das suas necessidades estão igualmente, por seu lado, a olhar para as casas modulares pré-fabricadas sob um novo e mais favorável olhar. Muitas vezes, fazem a opção por uma casa modular pré-fabricada porque não conseguem encontrar um construtor tradicional que tenha a capacidade de lhes dar resposta de um modo atempado e adequado. Ainda mais frequentemente, a superior qualidade, o prazo mais rápido de acabamento e entregas, bem como um melhor preço, são os primordiais factores atractivos, para além da melhor eficiência energética, um nível de garantias mais abrangentes e mais extensas, e a flexibilidade das opção de concepção. Os clientes que tendem a exigir acabamentos de alta qualidade, assim como níveis de construção de nível superior, compreendem cada vez mais, e em maior número, que podem ver todas estas exigências plenamente satisfeitas por uma casa modular pré-fabricada.

A vantagem adicional da qualidade das casas modulares pré-fabricadas

Casa Pré-fabricada, Isolamento Interior

Casa Pré-fabricada, Isolamento Interior

Muitos dos consumidores partem do princípio de que a principal vantagem da tecnologia modular pré-fabricada consiste nos preços mais baixos. Essa é, no entanto, apenas a terceira mais importante razão para construir uma casa modular pré-fabricada. A maior rapidez de construção é a segunda, e a qualidade superior vem em primeiro lugar.
  • Mão de obra treinada, e rigorosamente supervisionada;
  • Equipamentos de maior dimensão, maior potência, e mais sofisticados;
  • Montagem recorrendo a acessórios e métodos mais precisos;
  • Uso de madeira secada em forno da mais alta qualidade;
  • Construção levada a cabo em instalações com temperatura e ambiente controlados, em que os materiais estão protegidos dos elementos climatéricos;
  • Padrões de construção cujos padrões estão de acordo, ou vão inclusive mais além, dos códigos legais locais, regionais ou mesmo nacionais;
  • Resistência estrutural sem paralelo;
  • Eficiência energética de nível superior;
  • Rigorosos sistemas de controlo de qualidade;
  • Cobertura mais extensa dos níveis de garantia;

A vantagem da construção modular pré-fabricada, no que diz respeito a tempos de execução

Construir uma casa modular pré-fabricada poupará bastante tempo, em condições normais, se por comparação com a construção de uma casa tradicional construída em moldes convencionais. A poupança de tempo não só permite poupar dinheiro, como reduz a pressão inerente ao processo de construção de uma casa. Quanto mais rápido conseguir concluir a construção da sua casa, tanto mais depressa poderá desfrutar dela, e libertar-se das preocupações e aborrecimentos que um processo de construção sempre implica.
Quando um fabricante está num processo de construção em que não tem condicionantes anteriores, ele pode proceder à entrega da casa cinco semanas depois de o cliente ter dado por concluídas as plantas, ter obtido uma licença de construção e financiamento. O empreiteiro geral começa o trabalho no local de construção ao mesmo tempo que o fabricante vai procedendo ao fabrico da casa. Se a casa for pequena e pouco complicada, e requerer poucos trabalhos de construção no local, e o empreiteiro geral não estiver muito ocupado, este processo estará concluído em três semanas. Fazendo a conjugação destes dois quadros temporais, um potencial proprietário de casa pode planear fazer a sua mudança para a sua casa nova no prazo de oito semanas depois da conclusão dos primeiros passos.
De uma forma geral, a maioria dos construtores tradicionais leva cerca de 13 semanas a dar como pronta uma pequena casa construída ao gosto do cliente, e a maioria precisa, inclusive, de bastantes mais semanas. Até os construtores mais eficientes estão significativamente limitados pela pequena dimensão das equipas dos sub-empreiteiros. Os seus sistemas de trabalho não são de forma alguma comparáveis com as linhas de montagem do fabricante de casas modulares pré-fabricadas, bem como a grande dimensão da sua força de mão-de-obra. Consequentemente, a mais simples das casas convencionais, construída segundo a metodologia tradicional pelo mais competente dos construtores tradicionais, tem grandes probabilidades de demorar, pelo menos, mais cinco semanas do que a construção de uma casa modular pré-fabricada. Uma casa típica de dois andares que inclua uma garagem, alpendre e coberto, demorará mais algumas semanas, quer através da construção tradicional com metodologia tradicional, quer recorrendo ao processo da pré-fabricação por módulos.
A construção de projectos de casas modulares pré-fabricadas de maior dimensão e mais complicados, como seria uma casa de dois andares com 800 metros quadrados, implicará consideravelmente mais tempo a construir. Se o projecto requerer trabalhos de acabamento menos padronizados, e múltiplas estruturas a construir no local de implantação, e o empreiteiro-geral tiver condicionantes anteriores substanciais, poderá demorar dezasseis semanas ou mais até que possa dar a casa por completa, depois de instalada nos alicerces. Se lhe acrescentarmos as cinco semanas necessárias ao fabricante para construir e proceder à entrega da casa, isto resulta num total de 21 semanas. Para um bom construtor tradicional de casa convencionais, é grande a probabilidade de que o prazo seja um par de meses mais extenso para completar um projecto deste tipo, dado que terá um volume de trabalho muito mais considerável a concluir, a partir da fase do esboço, por comparação com o construtor de casa modulares pré-fabricados, que fornecerá uma casa em grande parte construída na fábrica.

A vantagem da construção modular pré-fabricada, no que diz respeito a custos

Uma casa pré-fabricada de dois andaresOs fabricantes de casas modulares pré-fabricadas têm habitualmente a capacidade de apresentar novas plantas de casas de modo mais acessível em termos de preço do que os construtores tradicionais, pelo mesmo tipo de razões que os fabricantes de carros são capazes de construir um carro novo por um preço muito mais baixo do que aquele pelo qual um mecânico conseguiria construir exactamente o mesmo carro na sua garagem. Essas razões são de vários tipos:
  • Materiais comprados em grandes quantidades, o que permite aos construtores de casas modulares pré-fabricadas proporcionar descontos significativos;
  • Custos de mão-de-obra mais baratos: os trabalhadores de fábricas, pela sua experiência, são pagos a níveis elevados, têm bons benefícios e boas regalias sociais, mas não estão ao mesmo nível de custos que profissionais de carpintaria, canalizadores, electricistas e pintores;
  • Nível de eficiência das linhas de montagem: ter o processo de construção organizado com controlo de inventários, equipamentos adequados, máquinas potentes e sistemas de controle de qualidade permite às equipas das fábricas que consigam produzir uma casa com maior eficiência do que uma multidão de operários da construção civil a trabalhar no terreno;
  • Menor desgaste e destruição de materiais: as condições meteorológicas inclementes não provocam danos nos materiais;
  • Menos índice de pilhagens e vandalismo: as fábricas são mais fáceis de proteger do que os estaleiros e locais de construção;
  • Menor desperdício: ao trabalhar com dimensões padronizadas, os fabricantes de casas modulares pré-fabricadas estão mais capacitados para fazer um uso optimizado dos materiais, e assim conseguir impedir o desperdício;
Para poder comparar os custos de projectos de casas modulares pré-fabricadas com construção tradicional, no terreno, é preciso que nos certifiquemos de que estamos a comparar exactamente os mesmos factores e parâmetros. No caso de uma casa modular pré-fabricada, terá que adicionar o preço ajustado com o vendedor/fornecedor ao apresentado pelo empreiteiro geral para os acabamentos da planta da nova casa no sítio de implantação. Numa área com custos médios de mão de obra/construção, deve esperar poupar cerca de 5 por cento em relação a uma casa construída da forma convencional comparável em tamanho e tipo, no que respeita à parte da casa construída pelo fabricante e pelo empreiteiro geral.
No entanto, não haverá lugar a poupança no restante trabalho de construção, isto porque o empreiteiro-geral cobrará a mesma quantia para preparar o terreno, abrir um poço, instalar um sistema de esgotos, construir um acesso à casa, construir os alicerces, e fazer os arranjos paisagísticos da propriedade, independentemente do tipo de casa a ser construída. E ele cobrará igualmente o mesmo para construir uma garagem, um coberto, um alpendre e outras estruturas construídas no local.
Os custos de construção para casas pré-fabricadas são sempre fixados antes da construção. A maior parte dos vendedores/fornecedores e fabricantes oferecem preços garantidos por períodos de tempo bastante extensos, mesmo num mercado com subidas moderadas de custos  de mão-de-obra e de materiais. Para assegurar esta contenção do preço, o cliente necessita de autorizar expressamente a construção da sua casa, assinar todas as plantas e especificações, e ter a aceitação da sua encomenda pelo fabricante. Este processo reduz substancialmente o risco de erro nos cálculos de custos, bem como de atrasos.
Muitos construtores tradicionais têm uma cláusula que lhes permite aumentar os preços durante a construção, cláusula essa que se mantém em vigor até que a casa esteja acabada. Numa época alta de construção, não é previsível que os preços subam mais do que uns poucos pontos percentuais. Mas por períodos cíclicos de alguns anos ocorrem por vezes aumentos dramáticos dos preços, habitualmente originados por subidas súbitas do volume da procura, devido a desastres naturais, ou a picos de construção. Se acontece que os preços dos materiais subam agravadamente durante a construção de uma casa tradicional construída de acordo com os métodos convencionais, deveriam ser imputados ao cliente estas enormes diferenças nos preços de custo.
Muitos clientes conseguem poupar ainda mais dinheiro no financiamento da construção das suas casas modulares pré-fabricadas do que propriamente na sua compra. O facto de que a fase de construção de uma casa modular pré-fabricada requer um período muito mais curto de efectivação tem como consequência um período bastante menor de meses sobre os quais recai o pagamento de juros de serviço do empréstimo. Os clientes que recorrem a operações de crédito de financiamento preferem casas modulares pré-fabricadas dado que têm pouca apetência por correr riscos de incorrer em alargamentos de custos e prazos, e a qualidade é previsível. As inspecções de construção são igualmente mais fáceis de completar para um contratante de um financiamento, já que a construção de uma casa modular pré-fabricada está na sua maior parte concluída aquando da primeira inspecção.
Um período de construção mais curto diminui o risco do cliente à exposição aos riscos típicos que ocorrem inerentemente nas construções no local, tais como o vandalismo e as pilhagens de materiais de construção. O vandalismo é, além do mais, ainda mais prevenido devido ao facto de que os módulos podem ser protegidos mais rápida e eficientemente do que num estaleiro de um local de construção. A capacidade para assegurar a protecção os módulos torna igualmente mais difícil que alguém roube materiais de construção. A pilhagem é, além do mais, ainda mais reduzida devido à dimensão dos módulos; não é igualmente fácil transportar um módulo como será levar algumas pranchas de madeira. E, dado que a casa é concluída num período muito mais curto de tempo, reduzem-se os riscos financeiros mais relevantes para o cliente, o de um acidente de trabalho de um empreiteiro a trabalhar numa obra, ou de uma criança da vizinhança a brincar em volta da casa fora de horas.

A vantagem da construção modular pré-fabricada, no que diz respeito à disciplina de planificação

A construção de uma casa modular pré-fabricada torna obrigatório, quer para o cliente, quer para o vendedor/fornecedor, se não para todas as partes envolvidas, que todos os passos do processo de construção sejam cuidadosamente planificados. E isto porque o fabricante não pode dar início à construção sem que saiba o que vai construir e, em consequência, quanto vai cobrar. Isto obriga a que tanto o cliente como o vendedor/fornecedor tomem decisões finais sobre o projecto da casa, bem como as respectivas especificações de construção.
Alguns clientes envolvidos num processo de construção tradicional de uma casa convencional ultimam as suas tarefas de planificação recorrendo à ajuda de um arquitecto, outros com o apoio de um construtor. Mas é muito mais fácil passar por cima de alguns destes passos quando se trata de uma construção tradicional por processos convencionais, dado que, até certo ponto, os clientes e os construtores podem ir resolvendo os problemas à medida que eles se vão apresentando. Estes passos de planificação ficam frequentemente mais curtos do que o admissível numa construção tradicional que segue processos convencionais, já que este processo exige um enorme investimento de tempo, seja da parte do cliente, seja da parte do construtor, tal como é exigível quando se trata de construir uma casa modular pré-fabricada. Quando sob pressão no que respeita a tempo e prazos, ambas as partes preferem, com muita frequência, começar desde logo a construção, e ir adiando as reuniões e as decisões para mais tarde. Os vendedores/fornecedores de casas modulares pré-fabricadas gostariam igualmente de agir de modo idêntico, se pensassem que poderiam utilizar tal procedimento, e sair-se bem com ele. A disciplina de planificação imposta pela construção de casas modulares pré-fabricadas é uma vantagem para os clientes, já que a maioria dos bancos lhes deixará claro que as deficiências de planificação virão, seguramente, a repercutir-se em adiamentos e ultrapassagens de prazos, com as inerentes sobrecargas de custos. Por exemplo, os clientes que não dedicam tempo suficiente a pensar no projecto da sua casa descobrem com muita frequência falhas de concepção depois de a construção se ter iniciado. Numa semana descobrem que o armário da sala de entrada é demasiado pequeno, na semana a seguir decidem que é melhor reduzir o tamanho da sala de jantar de modo a poder aumentar a dimensão da cozinha, e uma semana depois apercebem-se de que a porta do escritório abre de encontro a uma estante. Quando fazem descobertas deste tipo, têm a opção de aceitar as coisas como estão projectadas, ou pedir ao construtor que faça as necessárias modificações, situação em que todas as despesas adicionais recaem sobre o próprio cliente, através de encomendas de alteração que se revelam sempre caríssimas.
Outra das formas pelas quais o adiamento das planificações pode incrementar os custos para o cliente é quando as “concessões” são usadas para cobrir os custos dos materiais que ainda não foram escolhidos, tais como os armários e os pavimentos. Isto é muitas vezes feito de modo a que as construções possam ser iniciadas antes de que qualquer escolha tenha sido feita. O construtor atribui um determinado valor para cada artigo ainda por especificar. Estas concessões são ajustadas, muitas vezes por excesso, dependendo do custo da decisão final do cliente. Se o cliente optar por construir uma casa modular pré-fabricada, nem ele, nem o vendedor/fornecedor terão muitas oportunidades para ir adiando decisões, e poderá assim evitar um elevado número de despesas que excedem o orçamento.

A vantagem da construção modular pré-fabricada para quem gosta de fazer coisas por si próprio

Muitas pessoas querem construir a sua própria casa mas receiam não serem capazes de o fazer. Não se recomenda aqui que se enverede por esse caminho. De facto, e pelo contrário, aconselha-se que contrate sempre um empreiteiro-geral profissional e com experiência em casa modulares pré-fabricadas. No entanto, se quiser arriscar-se a dar esse salto, a construção modular é um caminho muito mais indicado para lhe permitir ser o seu próprio empreiteiro-geral na construção da sua primeira casa, do que se optar por uma construção tradicional, usando os processos tradicionais. Em primeiro lugar, porque há menos trabalho a executar, e é um processo mais definido,  e mais maleável. De igual modo, se quer assumir a decisão de levar a cabo algumas das tarefas de construção por si próprio, as probabilidades de que seja assoberbado pelo trabalho são consideravelmente menores, já que a variedade das tarefas é menos vasta. Este artigo não ajudará a que construtores de casas amadores se transformem em profissionais da construção de casas modulares pré-fabricadas, mas poderá ajudar a tomar decisões, e a manter a construção dentro do orçamento e dos prazos.

As oportunidades da construção de casas modulares pré-fabricadas no que diz respeito à concepção e confortoUma casa pré-fabricada de arquitectura moderna

No final dos anos 70 do século passado, As casas modulares pré-fabricadas tinham a reputação de terem um preço acessível, mas tendo o inconveniente de terem acabamentos de qualidade medíocre e escolhas limitadas de padrões de concepção. Hoje em dia, as casas modulares pré-fabricadas continuam a ter preços acessíveis, mas caracterizam-se por ter qualidade de altíssimo nível, bem como um enorme leque de variedades de padrões e tipologias de concepção. As linhas de montagem modernas são capazes de concretizar projectos exclusivos e de acordo com desejos e necessidades específicas que não eram concretizáveis há alguns anos.
Todos os fabricantes têm uma panóplia variada de plantas padrão que são tradicionais no que respeita à função e ao estilo. Muitos fabricantes têm ainda ofertas de casas modulares pré-fabricadas mais modernas e com concepções mais variadas, de tal modo que poderiam passar por criações de arquitectos contemporâneos, e que podem suplementar a gama mais tradicional. Muitas delas foram de facto criadas por arquitectos, já que essa profissão começou por explorar as possibilidades da concepção em módulos. Os fabricantes aprenderam a usar vigas mestras de madeira e aço para criar plantas de andares, e foram buscar emprestados elementos quer clássicos quer contemporâneos para tornar os seus exteriores mais atractivos. Telhados com declives de grande inclinação, tectos em arco ou do tipo dos das catedrais, empenas revertidas, e torres com ângulos diversificados, são alguns dos elementos de concepção e decoração que dão mais graça e estilo às casas modulares pré-fabricadas de hoje em dia. Quando alguma planta mais complexa de uma casa não pode ser completamente construída na fábrica, alguns dos fabricantes constroem na fábrica o máximo possível, e o restante pode ser completado no local da implantação pelo empreiteiro-geral.
Muitos fabricantes estão sempre disponíveis para ajudar toda a gente a conceber uma planta que exprima as preferências pessoais de cada um. Pode-se começar com uma das plantas padrão, um com projecto próprio – plantas de andares acessíveis por cadeiras de rodas, adornos de luxo, e outras características produzidas em fábrica. O programa informático CAD tornou possível a concepção de projectos com ajuda do computador que possibilitam a projecção de plantas de andares de forma bastante rápida e precisa. Desde que seja viável, do ponto de vista económico, construí-las nas suas instalações, a maioria dos fabricantes veria com bons olhos assumir a sua construção.
O trabalho de concepção começa com o vendedor/fornecedor, mas o fabricante de casas modulares pré-fabricadas completa a engenharia do projecto quando prepara planos de produção que planificam ao pormenor a construção concreta de uma casa. A combinação dos serviços de projecto e de engenharia que são disponibilizados em conjunto pelo vendedor/fornecedor e pelo fabricante é substancialmente mais diversificada do que a providenciada pelos construtores tradicionais que trabalham por processos convencionais, os quais têm normalmente empresas de pequena dimensão, e estão habitualmente desprovidos do tempo necessário e dos recursos adequados. A maior parte dos vendedores/fornecedores e dos fabricantes cobram valores muito razoáveis pelos seus serviços. Quando um cliente necessita de ajuda pormenorizada para construir uma casa tradicional segundo metodologias convencionais, na maioria das vezes tem que recorrer a um arquitecto, que previsivelmente – e com todo o direito –  lhe irá cobrar alguns milhares de euros pelos seus serviços.
Por norma, os fabricantes produzem os interiores, assim como os exteriores das casas, de acordo com os desejos específicos dos compradores, e de acordo com os seus gostos e requisitos. Clarabóias, aspiradores centrais, banheiras com jacuzzi, e janelas de vão ou em arco são tão comuns em casas modulares pré-fabricadas como nas casas tradicionais construídas de acordo com processos convencionais. Chãos de madeira dura, contrafortes de superfície dura, e vias laterais em cedro podem ser instaladas quer na fábrica quer no próprio local da implantação. Depois que uma casa está implantada nos seus alicerces, o empreiteiro-geral pode desenvolver nela aspectos ao gosto específico do cliente, seja no que diz respeito a um alpendre, uma varanda, um coberto, um solário ou uma garagem. Em resumo, as casas modulares pré-fabricadas podem ser, em todos os seus pormenores, tão luxuosas como casas tradicionais construídas sob processos convencionais.

Chegou o tempo das casas modulares pré-fabricadas

A construção de casas modulares pré-fabricadas tornou-se o método de construção da escolha do comprador consciente da importância do binómio qualidade/custo: as casas modulares pré-fabricadas melhor edificadas são melhor construídas do que a vasta maioria das casas tradicionais construídas sob processos convencionais. As casas modulares pré-fabricadas oferecem melhores materiais, tecnologia de construção ao nível artístico, acabamentos de superior qualidade, e poupança de tempo e de dinheiro.
E permitem um ganho de todos estes benefícios sem sacrificar a qualidade artística do projecto, nem qualquer aspecto do conforto que se espera numa casa.



4 Comments

  1. Gilberto Badra Responder
  2. edicleia paulinha carvalho de oliveira Responder
  3. gutember Responder
  4. Rosangela maria Moreira Responder

Deixar Comentário