A opção entre Telhado e Impermeabilização

Nas coberturas dos edifícios é generalizada a prática de impermeabilizar os tetos das casas de máquinas e as calhas, e montar um telhado sobre as partes habitadas.

O telhado é especificado por três motivos:
a)a crença de que reduz o calor;
b)não se confia nos sistemas de impermeabilização;
c) acredita-se que uma boa impermeabilização custe mais caro.

Efeito isolante

A experiência de moradores de apartamentos de cobertura e de casas comprova que o telhado não protege contra o calor nem contra o frio, pois não tem efeito isolante, Aliás, o telhado agrava este fenômeno, pois e volume de ar do sótão age como acumulador, retendo o calor ou o frio.
As telhas de fibra – cimento transmitem mais calor de que as telhas de barro, porém o uso das primeiras mais generalizado devido ao seu mais baixo custo.
É fácil comprovar que as temperaturas do sótão podem atingir de 60 a 70 oC. Portanto, se o problema é aumentar o conforto e reduzir os custos da refrigeração ou calefação, o isolamento térmico é indispensável, seja debaixo do telhado ou sobre as lajes de cobertura impermeabilizadas.

Segurança e custos

Efetivamente, até o advento das mantas asfálticas não existiam impermeabilizações seguras a um preço competitivo com o do telhado.
Atualmente, uma impermeabilização custa aproximadamente a metade do preço de um telhado, com as outras vantagens já anunciadas anteriormente.
Além disso deve ser levado em conta que, ao custo da cobertura com telhado, tem que ser acrescido o custo da construção das calhas.
A impermeabilização traz ainda o grande benefício de permitir que se use a espuma – cimento para substituir a argamassa de caimento, incorporando assim o isolamento térmico sem acréscimo de custo, o que então faz, disparar a vantagem econômica, pois o isolamento térmico em separado aumenta pelo menos 30% o custo do telhado.
Executar o revestimento das empenas e fachadas utilizando argamassa com aditivo aerantes para evitar fissuras e trincas no revestimento.




2 Comments

  1. Osvaldo Responder
  2. ivan matzenbacher Responder

Deixar Comentário