Cultivo plantas – Capuchinha

Cultivo de plantas medicinais e plantas de jardim – Capuchinha

Nome científico: Tropaeolum majus L
Família: TROPAEOLACEAE

Originária do Peru é uma planta de porte herbáceo, prostrada e de ciclo perene.

Cultivo

Clima: Quente.
Luminosidade: Sol pleno.
Solo: Rico em matéria orgânica e bem drenado.
Propagação: Multiplica-se facilmente por estacas, e sementes.

Características: Planta herbácea rasteira, de 1 a 2 metros de comprimento. Possui flores bastante vistosas, com alto valor ornamental. As suas flores e folhas são comestíveis, podendo ser consumidas na forma de salada, possuindo alto valor nutritivo.
É amplamente cultivada no sul e sudeste do Brasil com fins ornamentais e na medicina caseira, bem como para fins alimentícios. Possuem aroma agradável e sabor picante semelhante ao agrião.

Modo de usar

As partes utilizadas são as folhas e flores. A infusão de suas folhas com leite tem sido recomendada para afecções pulmonares, e como expectorante (expulsão do muco). Esta é preparada pela mistura de 2 colheres (de sopa) de folhas frescas e amassadas em um pilão com 1 xícara (de chá) de leite quente, tomando-se 1 xícara do coado, 2 vezes ao dia. Em uso externo, o extracto alcoólico de suas folhas frescas em mistura com folhas de bardana (Arctium minus), é indicado para fortalecer o couro cabeludo, estimulando o crescimento dos cabelos e prevenindo a sua queda. Este deve ser preparado com 2 colheres (de sopa) de suas folhas frescas e igual quantidade de folhas de bardana, amassadas e adicionadas de 1 xícara (de chá) de álcool de cereais a 80% e deixadas em maceração durante 5 dias.

Indicações terapêuticas

Anti-caspa, anti-escorbútica, digestiva, diurética, expectorante, fungicida, sedativa, tónica. Usada para falta de apetite, impureza no sangue, escorbuto, tosse, insónia, retenção de líquidos e problemas digestivos.

 




Uma resposta

  1. selma feio Responder

Deixar Comentário