Plantas de jardim para locais sombrios

O que fazer se possui um jardim com muita sombra ou um jardim com muito sol, ou até com pouco espaço? Para colmatar estes problemas no seu jardim e contornar estas características desfavoráveis existem algumas soluções simples e de fácil execução para ter um jardim bonito independentemente se este não tem todos requisitos para ser um jardim de sonho. Os jardins com muita sombra são excelentes para combater o calor durante a estação quente, mas esta sombra não é favorável para a arte de jardinar. Apesar disso os jardins sombrios podem ficar bonitos e cheio de plantas de exterior saudáveis se tiver o cuidado de escolher as plantas certas, ideais para este tipo de clima. Esta tarefa não deve ser forçosamente dispendiosa nem muito radical.  Para ter jardim de sombra bonitos existem várias alternativas e opções que pode escolher. Em baixo estão algumas sugestões práticas para que o seu jardim sombrio possa se transformar num local de sonho e de relaxamento. São ideias bastantes funcionais de pouco dispendiosas.

1 –  Determine os vários graus de sombra no seu jardim. A quantidade de luz que uma área recebe – e quando é que a recebe – irá ditar o tipo de planta que lá vai prosperar.

2 – O orvalho seca mais rápido em sítios que recebem sol pela manhã, por isso nesses sítios use plantas que requerem condições mais secas ou moderadas.

3 – Terra fraca, dificulta mais os jardins sombrios, do que a falta de sol. Por isso acrescente adubo orgânico liberalmente na primavera, no Outono ou sempre que preparar um novo jardim. Tenha cuidado em não perturbar as raízes das árvores.

4 – O musgo, requer pouca manutenção, é muito bom para jardins sombrios.

5 – Debaixo de árvores transitórias, plante bolbos, que floresçam antes que as arvores formem sombra. Os bolbos pequenos que neutralizam e espalham por si próprios funcionam melhor, assim como o açafrão, narciso, jacinto e acónito de inverno.

6 –  O Cíclame, cresce bem em pouca terra, por entre as raízes das árvores.

7 – Plantas de sombra que florescem no cedo incluem: coração de Maria, primula japonesa, arruda, anémona, vergôntea, ‘trillium’ e violeta.

8 – As plantas de jardim ideais para sobreviverem na sombra e que florescem durante algum tempo são: ‘bear’s breeches’ ‘monkshood’, lírios sapo, salgueiros genciana, e ‘campânula cerra amarelas’.

9 – Fetos de longa duração e junca, são boas escolhas para áreas sóbrias.

10 – É possível repor raios de luz em sítios sóbrios, com a poda sensata de árvores. Não pode mais que um terço dos ramos de uma árvore no mesmo ano, foque os ramos mais pequenos.

11 – Regue com pouca frequência – só à medida que for preciso, e quando o fizer, regue muito bem.

12 – Escolha plantas que se adaptem ao pH da terra, é melhor do que tentar mudar a terra.

13 – Plantas de sombra que prosperam em terra ácida, incluem fetos, ‘clethra’, lírio dos vales, rododendro e ‘tiarella’.

14 – Plantas de sombra que crescem e prosperam em terra neutra, são ‘jack-in-the-pulpit’, manjerona, ‘trillium’, campânula azul, erva-de-são-cristovão, e gengibre bravo.

15 – Em áreas onde não crescem plantas ou erva, faça um caminho bonito, com adubo orgânico e cobra os espaços livres para enriquecer a terra.

16 – A intensidade do sol varia, dependendo se vive muito a sul ou muito a norte. Consequentemente as plantas que requerem pleno sol, em climas mais a norte, poderão precisar de sombra parcial em climas mais a sul.

17 – Os jardins de vasos, dão cor e dimensão a jardins sombrios, e prosperam porque não competem com as raízes de árvores.

18 – Localize coníferas densas ao norte da sua propriedade para evitar criar sombra em excesso.

19 – Se quiser criar sombra, plante árvores com folhas pequenas e espaços abertos (camadas). Freixo de montanha, vidoeiro, carvalho japonês, meliloto, cornizo asiático e pinheiro-alvar, formam um rodado de sombra agradável.

20 – Não enterre as raízes das árvores ao juntar terra para as plantas que colocar debaixo da sombra das árvores, tão pouco como uma polegada de terra poderá matar algumas espécies de árvores.

21 – Ajude a conservar a humidade e junte nutriente e matéria orgânica, juntando folhas secas retalhadas, agulhas de pinheiro e outras matérias orgânicas.

22 – Quando fizer novos canteiros, tome atenção à sombra provocada por prédios, árvores ou arbustos.

23 – Seja cuidadoso ao plantar, erros cometidos ao cavar facilmente estragam as raízes de árvores.

24 – Não abdique de folhagem. Deixe que cores e texturas diferentes, se complementem umas às outras, como folhas largas de ‘caladuim’ em contraste com fetos.

25 – Utilize arbustos que gostem de sombra, para ancorar, dar altura e estrutura ao canteiro. Também vai quebrar a sombra com as flores que o arbusto der. Boas escolhas são: azálea, camélia, cornizo, jacinto, hidrângia e rododendro




Uma resposta

  1. edvania Responder

Deixar Comentário