PONTOS DE TAPEÇARIA – Como fazer o ponto cheio raso

Para quem anda a pesquisar e a aprender acerca da tapeçaria e as variadas técnicas de pontos que existem, já deverá ter percebido que um dos pontos mais utilizados nas diferentes técnicas é o ponto cheio raso. Este ponto é utilizado nas técnicas mais comuns, pelo facto de ser dos pontos mais fáceis de se fazer.

Seguem-se um guia para saber como fazer o ponto cheio raso.

Ponto cheio raso

Saber como fazer o ponto cheio raso não tem qualquer dificuldade. Muito genericamente falando, em muito se assemelha ao ponto cheio reto, ou seja, levar a agulha de um lado ao outro do desenho riscado no tecido, seguir os contornos do desenho e fazer os pontos  bem juntos uns dos outros.

Esta técnica descrita é utilizada para efetuar este tipo de ponto, ou seja, o ponto cheio raso. Mas, se encontrar alguma dificuldade na sua execução, poderá sempre pedir apoio profissional. Além disso, existem muitas pessoas que conhecem as diferentes técnicas e poderão até fazer pequenos cursos, talvez mesmo no seu bairro, por exemplo. Não obstante, na Internet há imensos vídeos que também poderão ajudar nesta aprendizagem e que a vão auxiliar e muito.

Para fazer o ponto cheio raso, saiba que deverá bordar como se estivesse a fazer pontos retos, ou seja, fazê-los de igual forma, mas realmente bem unidos entre si, lado a lado, num desenho. E é exatamente isto que vai dar o relevo ao seu desenho, à sua tapeçaria. O mais importante é que a beirada, ou borda, do desenho fique bem feita e perfeita. De notar que os pontos não deverão ser feitos muito longos para que depois não sejam puxados para fora do seu lugar.

Assim, destes pontos de tapeçaria, para saber como fazer o ponto cheio raso, há que fazer duas linhas arredondadas, próximas à borda do tecido e, de seguida, alinhavar alguns pontos entre as duas linhas do risco.

Uma vez que existem várias técnicas, o ideal é que você encontre a que seja mais fácil para si de aplicar. No fundo, a verdade é que a prática vai ser a única forma de descobrir qual a melhor forma, para si, de executar o trabalho.

O que deverá saber, é que toda a área que ficar localizada entre os riscos deverá ser coberta com o ponto caseado, sempre acompanhando o risco do desenho que tiver escolhido. Ao rematar, deverá recortar o tecido junto às laçadas, sem cortar a linha.

Vá bordando por forma a que todos os pontos feitos fiquem bem juntos e unidos, formando o desenho. Agora, deverá usar uma agulha de qualidade e utilizar sempre o mesmo ponto até ao final do bordado, para não ficar com espessuras diferentes.

Quando se souber fazer o ponto cheio raso, há quem prefira fazer primeiro o enchimento do desenho com um ponto alinhavado e depois voltar com o ponto cheio raso por cima. Será desta forma que o desenho vai ficar com mais relevo. O que tem de ter em atenção é que deverá atentar para que as laterais do desenho fiquem perfeitas e nunca faça pontos longos para não permitir que a imagem fique fora do lugar. Saiba, por fim, que é possível fazer com uma única linha com linha dupla na agulha.




Deixar Comentário