Como reparar estuque em paredes e em tectos

No caso de o estuque estar danificado, procure primeiro a causa. Uma superfície balofa e pulverulenta poderá ser provocada pela humidade. Não vale a pena efectuar qualquer conserto antes de resolver o problema da humidade. Em qualquer caso, retire todo o material deteriorado até atingir estuque são e, em seguida, torne a superfície áspera antes de aplicar material novo.

Fendas num estuque que está em boas condições e bem seguro à parede podem ser tapadas mediante a aplicação de gesso.

Limpe a fenda de todo o material solto, molhe levemente e em seguida aplique o betume ou gesso, deixando-o um pouco saliente. Depois de seco, afague-o com uma folha de lixa ou uma espátula espalmada contra a parede.

O estuque solto – que soa a oco ao bater – deve ser levantado. Retire todo o material desprendido até chegar ao estuque que está sólido. Depois de retirar toda a poeira e molhar a superfície com água limpa, preencha as áreas pequenas com material apropriado.

Aplique duas ou três demãos de material, «arranhando» cada uma delas para servir de base à seguinte.

Extensas áreas danificadas podem ser tratadas de duas maneiras: aplicando estuque novo (embora seja melhor deixar esta tarefa para um profissional) ou retirando todo o material velho, empregando depois placas de estuque.

Para aplicar estuque novo, retire, escovando, todo o material solto; depois, um pouco antes de aplicar o novo material, molhe a superfície para evitar que a água seja absorvida pelo estuque novo, de que resultaria o enfraquecimento da mistura.

Para preparar a mistura, deite o gesso num balde limpo e junte a água, pouco a pouco, mexendo até que a mistura fique com a consistência de um creme espesso.

Com uma colher de pedreiro, deite uma porção de gesso na talocha de madeira e aplique-o na zona a revestir, num movimento de arremesso. Outro processo de aplicação consiste em segurar a talocha inclinada, quase encostada à parede, deslocando-a de baixo para cima, exercendo, ao mesmo tempo, uma certa pressão. Devido à inclinação da talocha, o material vai descaindo, fixando-se à parede.

Passe com uma régua de madeira lisa, com um movimento semelhante ao de uma serra ao serrar, sobre a superfície do gesso que acabou de ser aplicado para que esta fique plana. Se necessário, faça a aplicação por camadas.

Se assim proceder, deixe secar a primeira camada durante cerca de doze horas e, em seguida, faça uma mistura com gesso fino até obter a consistência de creme, mas um pouco mais líquida do que a da primeira camada. Aplique-a à parede da mesma maneira que anteriormente e depois utilize uma talocha metálica ou de plástico para obter uma superfície perfeitamente lisa.

Para resolver o problema de áreas pequenas, pode utilizar um betume apropriado ou também o gesso. É melhor fazer a aplicação em duas camadas: uma para ficar cerca de 3 mm abaixo da superfície final e a outra um pouco saliente, passando-a seguidamente à lixa.

Reparar estuque em Tectos

Casas muito antigas têm os tectos construídos com fasquias e estuque, sendo estas pregadas aos barrotes com um pequeno intervalo entre elas. O gesso é aplicado sobre esta estrutura, sendo premido de encontro às fasquias de maneira a penetrar nos intervalos entre estas para formar uma base por detrás delas.

Outras construções menos antigas apresentam os tectos construídos com placas de estuque, sobre as quais se aplicou um revestimento também de estuque.

Modernamente, os tectos são construídos com betão ou elementos prefabricados, sendo depois rebocados e estucados.

Arqueamento

Se o tecto de fasquias e gesso arquear e se quebrar quando premido, é indício de que se soltou. Com frequência, pode voltar a fixar-se, localizando os barrotes e fixando a estes as fasquias por meio de parafusos. Utilize parafusos galvanizados ou cadmiados para evitar manchas. Empregue um betume adequado ou gesso para tapar os furos feitos pelas cabeças dos parafusos.

Se houver um arqueamento pronunciado e não quiser arrancar todo o tecto para o substituir por placas de estuque, será melhor recorrer a um estucador profissional. Caso a área danificada seja pequena, essa zona do tecto pode ser retirada, cortando as fasquias até ao intervalo entre dois barrotes. Em seguida, corte uma placa de estuque com dimensões iguais ao buraco aberto (deixando um pouco de folga) e aparafuse-a aos barrotes utilizando parafusos e anilhas que não oxidem. Depois aplique uma demão de gesso fino, com a consistência de creme, não espesso, até atingir a face do estuque. Talvez seja necessário aplicar duas camadas de estuque para obter uma espessura de cerca de 3 mm. Molhe a placa para atrasar a presa, o que proporciona o tempo suficiente para se conseguir um bom acabamento com a talocha.

Se no tecto houver uma placa de estuque que esteja arqueada, empurre-a com a mão. Talvez a placa se tenha desprendido dos barrotes e apenas necessite de ser pregada de novo.

A fim de localizar os barrotes antes de aplicar os pregos, deve utilizar um furador fino, ou uma broca muito fina num berbequim manual, para furar o estuque. Para pregar a placa, é vantajoso utilizar pregos apropriados para este trabalho ou parafusos que não oxidem. Verifique se os pregos e parafusos estão bem embebidos na superfície da placa para poder cobri-los com um pouco de estuque ou betume.

A placa de estuque manchada ou ensopada com água deve ser substituída. Corte as placas, tomando as devidas precauções para não atingir as canalizações ou cabos colocados nos tectos; em seguida, utilizando um formão largo, corte as placas no centro de um barrote, de maneira a obter uma superfície deste para poder fixar a nova placa.

Corte um bocado de placa para cobrir o vão deixado pela placa retirada; fixe-o com pregos ou parafusos apropriados e, em seguida, cubra as juntas com gesso.




Deixar Comentário